Terça, 02 de março de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 23/09/2016

WhatsApp pode ganhar proteção por senha em breve

WhatsApp pode ganhar proteção por senha em breve Além de oferecer mais privacidade aos usuários, o sistema adiciona ainda mais um passo na cadeia de proteção do aplicativo.

São Paulo - O WhatsApp pode ganhar em breve uma opção extra de segurança: de acordo com o site Android Authority, o aplicativo está trabalhando em uma atualização que pode proteger o usuário através de uma senha de seis dígitos – tal como uma conta bancária, por exemplo. 

 

Segundo o site, a notícia surgiu a partir de um programador contratado para traduzir frases e contextos do programa do inglês para o holandês. Entre as frases, estão sentenças como "Insira a senha atual de seis dígitos", "Senhas não combinam, tente de novo" e até mesmo "Digite o email de recuperação em breve". 

 

Outra linha de comandos, por sua vez, sugere que o tal email de recuperação – recurso que pode ser usado caso você esqueça sua senha – poderá ser opcional. Ter essa alternativa, no entanto, é uma boa alternativa, impedindo que você deixe de trocar mensagens com seus amigos só porque esqueceu uma senha. No caso do WhatsApp, isso seria ainda pior, porque cada conta está atrelada a um número telefônico. 

 

Além de oferecer mais privacidade aos usuários – especialmente no caso de terem seus celulares roubados –, o sistema adiciona ainda mais um passo na cadeia de proteção do aplicativo, que adicionou recentemente ao seu sistema a criptografia de fim a fim. Vale lembrar que, por um sistema de senhas parecido, o FBI e a Apple entraram em uma batalha judicial gigante no final de 2015 – resolvida apenas com a contratação, por parte da agência de inteligência americana, de hackers para desbloquear um iPhone 5C utilizado por um dos atiradores do massacre de San Bernardino. 

ESTADÃO CONTEÚDO

Tags:

Sobe Catracas

MARIVELTON BARROSO, líder da etnia Baré

Venceu prêmio internacional da Revista Vanity Fair, que homenageia personalidades que mais se destacam pelo mundo, com projetos inovadores de turismo suntentável

Desce Catracas

DILMA SERRÃO, ex-prefeita de Belterra (PA)

TCU reprovou as contas e condenou ex-prefeita a devolver R$ 100 mil ao MEC, por não comprovar recursos do FNDE, recebidos em 2015