DeAmazônia

MENU
Atualizado em 21/08/2016

Anderson Souza inicia campanha e diz que vai Reconstruir Rio Preto da Eva

Anderson Souza inicia campanha e diz que vai Reconstruir Rio Preto da Eva Projeto ousado de Anderson Souza, ao lado de Berlamino Lins, é de construir uma nova cidade (fotos OSVALDO FREITAS)

DEAMAZÔNIA RIO PRETO DA EVA, AM - O candidato a prefeito do município de Rio Preto da Eva, professor Anderson Sousa (PROS) realizou na noite deste sábado (20) o primeiro comício, na disputa pela Prefeitura do Município. O evento contou com a participação de milhares de pessoas, que com faixas e cartazes foram prestar apoio ao projeto político de Souza. Na proposta de Anderson, que tem como principal bandeira reconstruir Rio Preto da Eva, está o projeto de transformar a cidade na capital dos balneários. o comício foi realizado num clima de festa. 

 

Anderson Souza já foi prefeito da cidade e também presidente da Associação dos Municípios do Amazonas. 20 partidos de Rio Preto se uniram em prol a candidatura do professor. Os deputados federais Silas Câmara (PRB), Pauderney Avelino (DEM) e o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB) gravaram vídeos de apoio à candidatura de Anderson e se colocaram a disposição dele, neste projeto que é de transformar Rio Preto da Eva numa nova cidade.    

 

Os riopretenses lotaram a Rua do Bagaço, no centro da cidade, onde tradicionalmente Anderson Sousa marca oficialmente o início da campanha nas ruas de Rio Preto da Eva. O evento iniciou às 19h e contou com presença dos 66 candidatos a vereadores da coligação.

 

No palanque, o professor Anderson também recebeu o apoio do deputado estadual Berlamino Lins, líder do PROS na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), e do prefeito de Juruá, Tabira Ferreira (PROS). “Nós queremos um Rio Preto da Eva para estar nas páginas do progresso e do desenvolvimento para o orgulho da família riopretense. Esse é o Rio Preto que Anderson deseja e é por isso que ele coloca o seu nome mais uma vez para voltar a governar esta cidade”, reconheceu Lins. No palanque também estavam presentes a esposa de Anderson, Soraya Souza e a mãe do professor dona Maria.   

 

Município já teve o 2o. melhor IDEB do Amazonas

Anderson falou ainda que entre seus compromissos esta a melhoria na qualidade da Educação e mais investimentos na área, como a construção de mais escolas na zona rural. Também lembrou do trabalho realizado em sua gestão passada, que garantiu uma das melhores colocações para o município no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). “Nós conseguimos sair do índice de 47º pior município na educação do Amazonas para ser o segundo melhor município em 2007. Em 2004, Rio Preto tinha 1.606 alunos. Deixei, em 2008, 6.080 alunos. Hoje nós temos 5.200”, avaliou.

 

Economia

Em seu discurso, o candidato a vice-prefeito, Neto do Baixo Rio, ainda defendeu melhorias na saúde, na infraestrutura, no mercado turístico e na zona rural. “O Rio Preto vai ter as ruas asfaltadas como um dia já teve. O Rio Preto vai ter a sua praia lotada como um dia já teve. O comércio vai faturar como um dia já faturou. A Educação vai funcionar como antes funcionava. Hoje não funciona nada. Não funciona a saúde. Não tem uma dipirona no hospital. Nós vamos fazer o Rio Preto funcionar”, disse.

 

A ousadia no Plano de Governo de Anderson é de transformar Rio Preto na capital dos balneários. A cidade de encantos naturais passaram por uma série de transformações no sistema viários e de infraestrutura, como meio de melhorar a rede hoteleira e serviços turístico. A aposta no turismo para fomentar a economia é um dos planos arrojados que Anderson Souza pretende implementar tão logo seja eleito prefeito da cidade.  

DEAMAZONIA.COM.BR  | (fotos OSVALDO FREITAS)

Tags:

Sobe Catracas

RONAN MARINHO, artista parintinense

Idealizado por ele, projeto de animação audiovisual infantil, dos bois Garantido e Caprichoso, em formato Kids, será lançado em dezembro

Desce Catracas

HERIVÂNEO SEIXAS, prefeito de Humaitá

Concurso público da Prefeitura foi suspenso pela Justiça, após contratação de Instituto suspeito, para organizar o certame