Quinta, 18 de agosto de 2022

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 17/02/2015

Portela, Beija-Flor e Unidos da Tijuca são destaques no 2º dia do Grupo Especial do carnaval do Rio

Portela, Beija-Flor e Unidos da Tijuca são destaques no 2º dia do Grupo Especial do carnaval do Rio Carro alegórico da Portela

Portela, Beija-Flor e Unidos da Tijuca foram destaques do segundo dia de Grupo Especial do carnaval do Rio, nesta noite de segunda-feira e que terminou na madrugada desta terça-feira gorda de carnaval.

 

O dia foi de ostentação e teve como primeiro grande momento o pouso de paraquedistas na avenida, com sinalizadores para anunciar a entrada da Portela.

 

Mesclando tradição e tecnologia, a escola que no ano passado ficou em terceiro lugar chega com força para brigar pelas primeiras colocações. Com um enredo sobre os 450 anos do Rio, a Portela fez um desfile-ostentação, com "Águia Cristo Redentor" se curvando diante do público e bolas-drones sobrevoando a Sapucaí.

 

Apesar de problemas em evolução e alegorias, como o de um carro que desfilou com as luzes apagadas e sem chafariz, a azul e branca foi ovacionada pelo público e saiu da Sapucai os gritos de "é campeã".

 

Já a Beija-Flor voltou às suas características, apostando no luxo e tradição em um desfile de resgate da sua alma africana, marcado pela perfeição técnica e alegorias e fantasias rebuscadas, com uma profusão de máscaras, carrancas, búzios e plumas. O diferencial tecnológico veio na comissão de frente, que exibiu escudos em formato de máscaras, que mudavam de expressão, em movimentos comandados por controle remoto.

 

A escola procurou não se deixar abater pela polêmica em torno do patrocínio recebido do país homenageado, a Guiné Equatorial, que é uma ditadura comandada há 35 anos por Teodoro Obiang Nguema Mbasogo.

 

"A gente pegou um enredo para falar de um país africano, que até então muita gente não conhecia. Nossa questão aqui é carnaval. O regime não nos compete. Cuba era odiada pelo mundo democrático e hoje está sendo abraçada", disse ao G1 o presidente da Beija-Flor, Farid Abraão.

 

Sem o carnavalesco Paulo Barros (atualmente na Mocidade), a Unidos da Tijuca veio menos impactante, mas sem abrir mão de elementos que se transformaram em marca registrada da escola.

 

Foi assim com as alegorias humanas, com carros repletos de movimentos coreografados e alas com fantasias criativas e surpreendentes. Um dos destaques foi o carro alien, em homenagem ao artista suíço Hans Rudolf Giger, que trabalhou com Ridley Scott no filme "Alien, o oitavo passageiro", com aliens e imagens do filme em telões.

 

A ala que retratou o acelerador de partículas tinha componentes fantasiados com luzes de LED de diferentes cores. Com o o enredo “Um conto marcado no tempo – o olhar suíço de Clóvis Bornay", a Tijuca carnavalizou famosos símbolos do país como os relógios, os canivetes, os chocolates e os Alpes, fazendo até "nevar" na forma de espuma de sabão, no carro que tinha ainda pista de patinação no "gelo".

 

A campeã do carnaval 2015 no Rio de Janeiro será conhecida na quarta-feira (18). A apuração começa a partir das 16h45.

 

As seis melhores colocadas voltam a Sapucaí no sábado (21) para o desfile das campeãs. A escola que ficar em último lugar será rebaixada para a Série A, o grupo de acesso.

Fonte: Fatoamazonico.com.br

Tags:

Sobe Catracas

CELSO SABINO, deputado federal pelo Pará

É o único deputado da bancada paraense que aparece na lista dos mais influentes do Congresso

Desce Catracas

LÚCIO FLÁVIO, prefeito de Manicoré (AM)

Promotor de Justiça pede a anulação de licitação para aquisição de cestas básicas por suspeita de direcionamento