Quarta, 05 de agosto de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 16/02/2015

Carnailha reúne 15 mil pessoas na noite da irreverência

Carnailha reúne 15 mil pessoas na noite da irreverência Primeira noite do Carnailha

Parintins – Tradicionalmente o primeiro dia do Carnailha é marcado pela irreverência homens que brincam vestidos de mulher e mulheres de homens. Em virtude do escasso recurso disponibilizado pelo estado e da crise que atinge o município o formato do carnaval de rua de Parintins foi alterado.

 

O desfile antes realizado na avenida Paraíba se concentrou num palco instalado no lado azul da praça dos bois. Os blocos da chave de acesso e do grupo irreverente se apresentaram sem nenhum problema e foram julgados no quesito rainha e marchinha.

 

No Bloco Os hippes o próprio presidente Ocivaldo Santos, o Codó, concorreu como rainha. O Bloco Pantera Cor de Rosa, atual campeão da chave, animou o público. Mas quem fez diferente foi o bloco “Invasão” que iniciou sua apresentação com o verso do amo do boi Boiola homenageado da agremiação. Blocos tradicionais como Chitara da Chapada, Amor e Cana, As tiazinhas, Os piratas e Lagarto Salgado resgataram marchinhas de anos anteriores para concorrer no evento.

 

O sub-secretário de Cultura e Turismo (SECTUR) Júnior de Souza informou que 15 mil pessoas estiveram prestigiando a primeira noite do Carnailha. “Não é achismo os nossos números apontam 15 mil pessoas entre brincantes e espectadores do Carnailha”, afirmou


Foto: Neudson Corrêa

 

“A avaliação é positiva e os blocos entenderam. Os blocos e a coordenação do carnailha optaram por esse formato. O mais importante é que a população entendeu e está participando”, assinalou de Souza.

 

Até o fechamento desta matéria não havia sido registrado nenhum caso de maior proporção nas ações de saúde e segurança, com exceção de pessoas que tiveram problemas por conta do calor e do exagerado consumo de bebida alcoólica.

Fonte: Parintins24horas.com.br

Tags:

Sobe Catracas

DOMINGOS CHALUB, presidente do TJAM

Há um mês à frente do Tribunal de Justiça do Amazonas, convocou aprovados no concurso público do órgão de 2019

Desce Catracas

SYLVIO PUGA, reitor da UFAM

UFAM é a terceira instituição de ensino do país e o sétimo órgão federal com mais denúncias de assédio moral, segundo descCGU