Terça, 14 de julho de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 07/11/2019

Festa Literária começa neste sábado (09), em Santarém

A abertura terá o show Não Me Provoca da cantora, compositora e instrumentista Lia Sophia

Festa Literária começa neste sábado (09), em Santarém Evento será no Espaço Pérola do Parque da Cidade. (Foto: Divulgação)

 

DEAMAZÔNIA SANTARÉM, PA - Setenta mil pessoas são esperadas para a Primeira Festa Literária de Santarém, antigo Salão do Livro, que estréia neste sábado (09), às 19h, em uma extensão com a 23ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes. O evento será no Espaço Pérola do Parque da Cidade, com encerramento no domingo (17). A entrada é gratuita. A parceria é entre a Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Semc), e o Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult).

 

A abertura terá o show Não Me Provoca da cantora, compositora e instrumentista Lia Sophia e durante a semana diversas atividades estão programadas como papo-cabeça, roda de conversa, encontro literário e portal do conhecimento. O evento tem ainda apoio da Imprensa Oficial do Estado (IOE) e Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa). Os homenageados são os escritores João de Jesus Paes Loureiro e Zélia Amador.

 

"O Governo do Estado promove a Festa Literária que deve ultrapassar as dimensões do antes denominado Salão do Livro. No entanto, permanece a abrangência da região do oeste do Pará, quanto ao poder das artes e letras pela imensa capacidade do santareno e ainda potencializa a divulgação dos talentos artístico culturais da nossa terra", informou o titular municipal da pasta da Cultura Luis Alberto Figueira.

 

Para o representante da Associação Nacional das Livrarias (ANL), Robério Silva, a Festa Literária de Santarém é muito aguardada pelo mercado editorial e livreiro. "Já iniciamos a montagem dos estandes, serão 42: 23 para livreiros do estado paraense e 20 de outros estados. Aqui teremos 159 editoras representadas, com 25 mil títulos expostos, ou seja 80 toneladas de livros. Estão previstos 100 empregos gerados indiretamente. Todo esse aparato será realizado em uma área de 3.600 metros quadrados", detalhou.

 

A Feira Pan-Amazônica do Livro é realizada na capital paraense e até 2018 denominava a extensão desse grandioso evento a Santarém como Salão do Livro da Região do Baixo Amazonas. No ano anterior concluiu a XI edição. Os municípios atendidos pelo novo formato foram Marabá, Parauapebas e após concluída a Pérola do :Tapajós, o evento será realizado em Bragança.

 

Sobre a atração artística da abertura

Cantora, compositora e instrumentista, Lia Sophia nasceu em 1978 na Guiana Francesa e aos dois anos de idade veio para o Brasil. Cresceu em Macapá e aos seis anos já era solista da Igreja. Os primeiros acordes ao violão surgiram aos nove anos por influência da mãe. Nascida em uma família de músicos, conviveu com diversos estilos musicais, do gospel ao brega, do bolero ao zouk, merengue, além das fortes influências do carimbó e do marabaixo, ritmos típicos da região norte. Aos 17 anos apaixonou-se pela MPB e iniciou sua carreira como intérprete.

 

 

Em agosto de 2005, lançou seu primeiro álbum livre. Entre os sucessos deste disco estão Eu só quero você de Lia Sophia, bastante executada nas rádios locais e utilizada em campanhas publicitárias, Boca de Débora Vasconcelos, Velhos Sonhos de Mapyu e Nilson Chaves e a dançante Eu composta em parceria com Eliane Moura. Este primeiro trabalho teve excelente recepção do público e da crítica do Pará e contribuiu para firmá-la como um dos grandes nomes da música popular paraense.

No final de 2008, Lia Sophia deu início a um projeto corajoso no qual já vinha mergulhando em pesquisas à quase dois anos: regravações de grandes clássicos da música brega da região norte. Essa pesquisa da artista resultou em seu terceiro CD, chamado Amor Amor, gravado no estúdio Zagas Music no Rio de Janeiro, com produção de Alexandre Moreira. Lançado em Belém no início do mês de maio, o CD revela-se grande sucesso de vendas, e os shows obtiveram grande repercussão na mídia local e uma expressiva participação do público que lotou o Teatro Margarida Schivasappa nos dois dias de apresentação.

O mais recente álbum da artista chama-se Lia Sophia e foi lançado em setembro de 2013. Lia faz carimbó pop, cumbia soul e sob a influência do zouk, do brega e das guitarradas coloca todo mundo para dançar. São músicas que falam de temas do cotidiano com leveza e alegria, como faixa no carimbó pop Amor de Promoção, uma brincadeira dançante e explosiva sobre amores casuais. Para ouvir e não ficar parado. O disco traz também Ai Menina, trilha sonora de Amor, Eterno Amor, novela da Rede Globo, lançada pela primeira vez em CD, faixa que já é sucesso em todo o país.

 

Serviço: XI Salão do Livro da Região do Baixo Amazonas
Período: 09 a 17 de novembro de 2019
Local: Parque da cidade- Espaço Pérola Tapajós.
Abertura oficial: sábado (09), 19h.

Expediente: Segunda a sexta-feira: 9h às 22h
Sábado e domingo: 17 às 22h 
Entrada: Gratuita

 

 

Sobe Catracas

RODRIGO DE SÁ, diretor-presidente do Detran/AM

Pela primeira vez na história, usuários poderão pagar as taxas do órgão em mais de um banco

Desce Catracas

HERIVÂNEO VIEIRA, prefeito de Humaitá

MP/AM denunciou ele na Justiça por usar páginas oficiais da Prefeitura para fazer propaganda pessoal