DeAmazônia

MENU
Atualizado em 30/10/2019

Após ser associado ao caso Marielle, Bolsonaro chama Globo de 'podre, canalha'

VÍDEO | Em live, presidente ameaçou não renovar concessão da emissora; Bolsonaro também culpou o governador do RJ, Wilson Witzel, por "vazar" informações

O presidente Jair Bolsonaro fez transmissão ao vivo em sua conta no Facebook na noite desta terça-feira  (29/10) para criticar e rebater as informações de reportagem do Jornal Nacional que relacionou seu nome à investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco, do Psol.

 

A transmissão foi iniciada às 21h50 no horário de Brasília e às 3h50 na Arábia Saudita, onde o presidente fará uma reunião com empresários nesta quarta-feira (30/10). Bolsonaro culpou o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), por vazar” informações do processo de Marielle para a TV Globo.

 

O Jornal Nacional teve acesso, com exclusividade, a registros da portaria do Condomínio Vivendas da Barra, onde mora o principal suspeito de matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes, Ronnie Lessa – é o mesmo condomínio onde o presidente Jair Bolsonaro tem casa.

 

O porteiro contou à polícia que, horas antes do assassinato, em 14 de março de 2018, o outro suspeito do crime, Élcio de Queiroz, entrou no condomínio e disse que iria para a casa do então deputado Jair Bolsonaro. Mas os registros de presença da Câmara dos Deputados mostram que Bolsonaro estava em Brasília no dia.

 

Como houve citação ao nome do presidente, a lei obriga que o Supremo Tribunal Federal (STF) analise a situação.

 

Segundo Bolsonaro, não é verdade que a Globo fez a reportagem baseada em uma planilha da portaria do condomínio onde ele tem casa, na zona sul do Rio de Janeiro. Ele afirmou que a emissora teve acesso ao processo, que está em segredo de Justiça, e deve ser investigada por isso.

 

Esse processo está em segredo de Justiça. Como chega na Globo? Quem vazou para a Globo. Segundo a [revista] Veja, está publicado aqui, quem vazou esse processo para a Globo foi o seu governador Witzel”, disse Bolsonaro.

 

O presidente voltou a criticar Witzel, que segundo ele, só foi eleito pela proximidade com seu filho Flávio Bolsonaro durante a campanha. Bolsonaro disse que, depois de eleito, o governador fluminense está tentando destruir” sua família para concorrer à Presidência daqui a 3 anos.

 

“O senhor só se elegeu governador porque o senhor ficou o tempo todo colado com o Flávio Bolsonaro, meu filho. O tempo todo colado com ele. Ao chegar à Presidência (sic) o que o senhor fez? Foi se transformar em inimigo dele. Por que? Porque o senhor quer disputar a Presidência da República em 2022”, declarou Bolsonaro.

 

Assista à íntegra da live do presidente Bolsonaro (23min41seg.):