DeAmazônia

MENU
Atualizado em 24/10/2019

Defensoria Pública pede que TJ/AM suspenda ‘censura’ de tops e minissaias em Barreirinha

Cinco Defensores Públicos assinaram Mandado de Segurança, em conjunto,para suspender Portaria da juíza Larissa Roriz

Defensoria Pública pede que TJ/AM suspenda ‘censura’ de tops e minissaias em Barreirinha Juiza Larissa Roriz

 

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - A Defensoria Pública do Estado ingressou com pedido de liminar, em caráter de urgência, nesta quarta-feira (23/10), para que o Tribunal de Justiça do Amazonas suspenda os efeitos da Portaria 11/2019, publicada no dia 09 de outubro pela jovem juíza de Barreirinha, Larissa Padilha Roriz Penna.

 

A magistrada, em sua decisão, proíbe que menores de 18 anos usem minissaias e tops no Festival Folclórico de Barreirinha que inicia nesta quinta (24) e encerra no sábado.

 

No item 2 da portaria, Larissa Roriz diz que o uso desses trajes atenta contra a integridade moral das mulheres até esta faixa etária. Em 31 anos de Festival é a primeira vez que a Justiça impõe censura ao evento cultural.   

 

A Defensoria Pública fundamenta que ficaram demonstradas a Inconstitucionalidade e ilegalidade da Portaria.

 

“Quanto ao perigo de dano irreparável, este fica evidente ao considerarmos que inúmeras crianças e adolescentes seriam privadas de direitos humanos e fundamentais, além de a Portaria servir de instrumento de reforço da modulação social do que seja o corpo feminino e suas destinações. Por fim resta destacar que não existe perigo de irreversibilidade do provimento antecipatório”, diz trecho do pedido liminar.

 

A Defensoria sustenta ainda que a Portaria é cheio de vícios  e excessos.

 

Assinam o Mandado de Segurança os seguintes defensores públicos: Pollyana Souza Vieira ( Núcleo de Defesa da Mulher da Defensoria Pública do Amazonas); Rafael Lutti; Everton Sarraff Nascimento; Danilo Justino Garcia e Gabriela Ferreira Gonçalves.  

Sobe Catracas

ESTEVAM THEOPHILO, general do Exército

Tomou posse como novo comandante Militar da Amazônia (CMA), cargo estratégico na região com a maior faixa de fronteira do Brasil

Desce Catracas

JARDEL VASCONCELOS, prefeito de Monte Alegre (PA)

MPPA abriu investigação para apurar suposta fraude em licitação para compra de equipamentos para academia ao ar livre na cidade