DeAmazônia

MENU
Atualizado em 17/10/2019

MPF abre inscrições para seleção de estagiários de direito em Manaus

Estudantes matriculados nas faculdades e universidade conveniadas devem realizar pré-inscrição pela internet até o dia 19 de novembro

MPF abre inscrições para seleção de estagiários de direito em Manaus Sede do MPF Amazonas (Foto: Divulgação)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas abriu processo seletivo para contratação e formação de cadastro reserva de estagiários de nível superior na área de Direito, a serem lotados na unidade do órgão em Manaus.

 

As inscrições são gratuitas. Os estudantes interessados deverão, inicialmente, realizar a pré-inscrição via internet, com o preenchimento da Ficha de Inscrição para Estágio, disponível no site do MPF no Amazonas, entre os dias 16 de outubro e 19 de novembro. A íntegra do edital, os conteúdos programáticos para a prova e outros requerimentos do processo seletivo também podem ser acessados por meio da página Estagie Conosco, no site do MPF.

 

Para a confirmação das pré-inscrições, os interessados deverão comparecer, nesse mesmo período, ao prédio anexo da Procuradoria da República no Amazonas, conforme os horários de atendimento descritos no edital.

 

Entre os benefícios oferecidos estão o recebimento da bolsa-estágio no valor de R$ 850 e do auxílio-transporte no valor de R$ 7 por dia estagiado.

 

Provas 

O Processo Seletivo será composto por prova objetiva de conhecimentos específicos e prova subjetiva com questões de conhecimentos específicos dos vários ramos do Direito.

 

A aplicação das provas está prevista, conforme o cronograma do edital, para o dia 24 de novembro, de 9h às 13h, em Manaus, em local específico a ser divulgado posteriormente pelo MPF.

 
@pw_instagram

Sobe Catracas

RONAN MARINHO, artista parintinense

Idealizado por ele, projeto de animação audiovisual infantil, dos bois Garantido e Caprichoso, em formato Kids, será lançado em dezembro

Desce Catracas

HERIVÂNEO SEIXAS, prefeito de Humaitá

Concurso público da Prefeitura foi suspenso pela Justiça, após contratação de Instituto suspeito, para organizar o certame