DeAmazônia

MENU
Atualizado em 10/10/2019

Trump decide não apoiar mais a entrada do Brasil na OCDE

Presidente dos EUA descumpriu acordo com Bolsonaro e vai apoiar apenas Argentina e Romênia

Trump decide não apoiar mais a entrada do Brasil na OCDE Trump havia prometido, publicamente, apoio a Bolsonaro (Foto: Alan Santos / PR)

 

O governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se recusou a endossar a tentativa do Brasil de ingressar na Organização de Cooperação e Desenvolvimento (OCDE). Trata-se de uma reversão após meses de apoio público das principais autoridades e reflete o isolamento político de Jair Bolsonaro no exterior. 

 

Segundo uma cópia de uma carta enviada ao secretário-geral da OCDE Angel Gurria em 28 de agosto, o secretário de Estado Michael Pompeo rejeitou um pedido para discutir mais ampliações do clube dos países mais ricos. "Os EUA continuam a preferir o alargamento a um ritmo medido que leva em consideração a necessidade de pressionar pelo planejamento de governança e sucessão", afirmou a carta. O teor do documento foi publicado na Bloomberg News

 

De acordo com a carta, os EUA apoiaram apenas a entrada da Argentina e da Romênia, considerando o “critério cronológico”, segundo as fontes, porque esses países haviam apresentado o pedido antes dos outros, inclusive do Brasil.

 

Em março, Trump afirmou em entrevista coletiva com Bolsonaro na Casa Branca que apoiou o Brasil na adesão ao grupo de 36 membros. Em julho, o secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, reiterou o apoio de Washington ao Brasil durante uma visita a São Paulo.

 

Numa política de submissão aos EUA, o Brasil ofereceu a Trump a entrega da plataforma de lançamento de foguetes de Alcântara, no Nordeste do país, viagens sem visto para turistas dos EUA e cooperação na Venezuela. 

Sobe Catracas

VANESSA ALFAIA, cantora amazonense

Ganhou prêmio de Intérprete Revelação, no Festival de Toada de Parintins 2019, com canção 'Tupinambarana'

Desce Catracas

RONALDO TABOSA, vereador de Manaus

Parlamentar foi cassado pelo TRE/AM, por infidelidade partidária a pedido do PP