DeAmazônia

MENU
Atualizado em 10/10/2019

Comunidades indígenas cobram construção de ponte para acesso a Benjamin Constant

Com a falta de acesso, alguns moradores já se afogaram em períodos de cheia

Comunidades indígenas cobram construção de ponte para acesso a Benjamin Constant Imagem aérea de Benjamin Constant (Foto: Olivaldo Bruno/Divulgação)

DEAMAZÔNIA BENJAMIN CONSTANT, AM - Moradores de quatro comunidades indígenas de Benjamin Constant (a 1.116 quilômetros de Manaus) cobram a construção de uma ponte sobre o Rio Solimões que interligue à sede do município. O cacique da comunidade de Filadélfia, Isaque Almeida, afirmou que duas pessoas já morreram, vítimas de afogamento, por atravessar o rio nadando em período de cheia, devido a ausência de ponte.

 

As informações foram dadas durante entrevista ao Repórter Solimões, nesta quarta-feira (9/10).

 

Ainda conforme Isaque, uma ponte foi construída em alvenaria em 2007, mas desmoronou porque não suportou a subida e descida do rio Solimões.

 

Com a falta de providências das autoridades do município, algumas lideranças resolveram se mobilizar e fazer uma campanha para arrecadar materiais como madeira e pregos e construir outra ponte. 

 

“Estamos realmente precisando dessa ponte, pode ser de madeira, o que for [...] não queremos mais tragédia esse ano”, afirmou o cacique de Filadélfia.

 

O secretário Municipal de Obras e Urbanismo, James Araújo informou que, em parceria com o vereador Lucas Félix, foi obtido o material para construção e será levado esta semana às comunidades.

 

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Infraestrutura do Estado (SEINFRA/PA), mas até o fechamento da matéria, não obteve retorno.

Sobe Catracas

ALAN ROBERTO, professor da rede pública estadual do AM

É idealizador de projeto que criou Canal no Youtube para promover interação entre alunos e divulgar ideias inovadoras, em forma de ajuda

Desce Catracas

FÁBIO CARDOSO, presidente do boi Garantido

Agremiação que propaga defesa da floresta e dos povos indígenas é omissa contra ataques do Governo Federal à Amazônia