DeAmazônia

MENU
Atualizado em 07/10/2019

Hino de Manaus é gravado com novo instrumental em homenagem aos 350 anos da cidade

Instrumental da canção foi repaginado e conta com participação da orquestra Amazonas Filarmônica e Coral do Amazonas

Hino de Manaus é gravado com novo instrumental em homenagem aos 350 anos da cidade Novo instrumental do Hino de Manuas foi gravado no Teatro Amazonas.

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Criada em 1906 e oficializada como hino de Manaus há 16 anos, a composição de Nicolino Milano e Thaumaturgo Sotero Vaz foi atualizada e regravada como parte das ações programadas pela Prefeitura de Manaus em homenagem aos 350 anos da cidade. O instrumental da canção foi repaginado e, agora, conta com participação da orquestra Amazonas Filarmônica e do Coral do Amazonas em gravação feita no Teatro Amazonas e que será apresentada para a população no próximo dia 24 de outubro – aniversário de Manaus.

 

Segundo o presidente do Conselho Municipal de Cultura (Concultura), Márcio Souza, a composição de Milano e Thaumaturgo foi oficializada como hino de Manaus por meio da Lei municipal 718/2003. Ele destaca que o resgate histórico do hino, corrigindo falhas para torná-lo mais acessível, integra o projeto de valorização da identidade de Manaus, sendo uma das prioridades da gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto.

 

“Esse estudo hino é reflexo da atenção que o prefeito Arthur Neto dá à história e à cultural da nossa capital, uma vez que a partitura desatualizada do hino não permitia que uma professora, por exemplo, ensinasse seus alunos a cantá-lo, pois as notas da época já não se enquadravam nos dias atuais. Então, tornar real, com uma versão do século 21, é uma homenagem significativa aos nossos 350 anos da cidade”, afirma o presidente.

 

 

O responsável por repaginar o instrumental do hino de Manaus é o maestro Otávio Simões, que também regeu a captação do áudio. Simões explica que, até este ano, a partitura existente permitia que a execução da música fosse feita apenas por bandas militares. “Nosso hino só poderia ser executado em desfiles, mas, a partir deste ano, essa realidade será diferente. Após essas correções, nós temos um hino que é símbolo da cidade e que chega em momento oportuno, no aniversário de Manaus”, considera o maestro.

 

Para o diretor dos corpos artísticos envolvidos na captação do áudio, Marcelo de Jesus, a participação da orquestra Amazonas Filarmônica e do Coral do Amazonas, deram um tom de grandiosidade que o hino de Manaus merece. “Nós temos um produto de alta qualidade, com o envolvimento de potências da música na região Norte e tenho certeza que este momento é histórico para a nossa cidade”, finaliza.

 

Estudo histórico

A versão antiga da partitura, com mais de 100 anos de existência, usava somente instrumentos de sopro e estava escrita em uma tonalidade aguda, o que gerava dificuldade ao ser cantada. Além disso, dos instrumentos usados à época não existem mais. Com a nova versão, o tom foi alterado, adaptado para a voz, com apoio de instrumentos de orquestra, como violinos, violoncelos, violas, contrabaixos, flautas, fagotes, entre outros. Também foi feita uma versão para piano, permitindo a execução do hino em eventos que não tenham uma orquestra à disposição.

 

Apresentação

Após a gravação, o hino passa por ajustes de áudio. O material será apresentado no aniversário de Manaus, no dia 24 de outubro, em frente ao Museu da Cidade, no Paço da Liberdade, localizado no centro histórico. O lançamento contará com um livreto, contendo letra e partitura para orquestras, bandas militares, corais e piano, que será distribuído em escolas e outras instituições públicas, como forma de popularizar a composição.

Sobe Catracas

VANESSA ALFAIA, cantora amazonense

Ganhou prêmio de Intérprete Revelação, no Festival de Toada de Parintins 2019, com canção 'Tupinambarana'

Desce Catracas

RONALDO TABOSA, vereador de Manaus

Parlamentar foi cassado pelo TRE/AM, por infidelidade partidária a pedido do PP