DeAmazônia

MENU
Atualizado em 03/10/2019

Prefeito de Coari é solto por ordem do STJ, mas adia retorno a Coari

Adail Filho estaria esperando também a soltura do primo dele, que é o presidente da Câmara; veja o comunicado que o STJ fez ao TJ/AM

Prefeito de Coari é solto por ordem do STJ, mas adia retorno a Coari Adail Filho, prefeito de Coari

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O prefeito de Coari, Adail filho (PP), ganhou liberdade da tarde de hoje (03) por ordem do Superior Tribunal de Justiça que lhe concedeu habeas corpus e suspendeu a prisão temporária, que havia sido prorrogada pelo Tribunal de Justiça do Amazonas. Adail Filho estava preso no quartel do Batalhão de Choque (PM), km 17 da rodovia AM-010, próximo à barreira.

 

O ministro relator do processo de Adail no STJ foi o ministro Rogério Schietti Cruz, que expediu comunicado da decisão a Presidência do TJ/AM.VEJA O COMUNICADO NO FINAL DA MATÉRIA.  

 

O prefeito foi preso na quinta-feira (26/09), na 'operação Patrinus' do Ministério Público do Amazonas, sob acusação de lavagem de dinheiro e de desvio de recursos públicos estimados em R$ 100 milhões.

 

Ao ser liberado, o prefeito não viajou para Coari, onde apoiadores dele preparavam uma recepção no aeroporto. Mas na cidade houve soltura de fogos de pessoas ligadas ao clã Pinheiro, no final da tarde desta quinta-feira.   

 

Adail estaria esperando também que o STJ autorizasse a soltura do primo dele, o presidente da Câmara de Coari, Keitton Pinheiro, que também foi preso na quinta-feira, sob a mesma acusação, para viajarem juntos de volta a Coari.

 

Foram presos também na operação do MP o sargento PM, Fernando Lima (assessor do prefeito) e o empresário Alexsuel Rodrigues (sócio da empresa AMS Rodrigues).

 SOLTURAS

Sobe Catracas

RUI MACHADO, artista plástico

Recebeu comenda da Ordem do Mérito Legislativo da Aleam, em reconhecimento por trabalho com coisas da Amazônia

Desce Catracas

RONALDO TABOSA, vereador de Manaus

Pela quarta vez, teve mandato cassado pelo TRE/AM, dessa vez, por infidelidade partidária com o PP