Quarta, 03 de junho de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 03/10/2019

16º Festival de Derivados da Mandioca e Artesanato é realizado na comunidade Irurama

Comunidade fica a nove quilômetros distante da área urbana de Santarém; saiba como chegar

16º Festival de Derivados da Mandioca e Artesanato é realizado na comunidade Irurama O evento une cultura e culinária.

DEAMAZÔNIA SANTARÉM, PA - A comunidade Irurama, pertencente ao Projeto de Assentamento Agroextrativista (PAE) Eixo Forte, promoverá neste fim de semana - 4, 5 e 6/10 - o 16º Festival dos Derivados da Mandioca e Artesanato. A festa busca valorizar a cultura local manifestada na produção da agricultura familiar, por meio do cultivo da mandioca, a partir da produção de seus derivados, e o artesanato com a exposição e comercialização dos produtos. A estimativa dos organizadores é que pelo menos 10 mil pessoas passem pelo local nos três dias de programação.

 

O evento é uma iniciativa da Associação de Moradores da Comunidade de Irurama (AMOVIR), com apoio do Serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural, por meio da empresa Consulte, e da Prefeitura de Santarém, por meio das Secretarias Municipais de Agricultura e Pesca (Semap), Turismo (Semtur) e Cultura (Semc).

 

A abertura do festival será na sexta-feira (4), pela manhã, com as barracas, seguida de almoço e à tarde com a solenidade de inauguração do microssistema de abastecimento de água da comunidade e apresentações artísticas, culturais e danças regionais. No sábado (5), a programação reunirá venda de iguarias regionais e artesanato, apresentação da rainha do festival e seresta ao vivo, com Milton e banda. Já no domingo (6), haverá venda de almoço com cardápio regional (prato principal: galinha caipira), música ao vivo com Tadeu Pinho, bingão do festival e show com a banda Cintura Fina.

 

Além dos derivados da mandioca - farinha de tapioca, carimã, crueira, molho com tucupi, creme de tarubá, creme de tucupi e pudim de tarubá - também serão comercializados outros itens típicos da gastronomia paraense: vatapá, galinha caipira, pato no tucupi e tacacá farão parte do cardápio. Haverá ainda a exposição e venda do artesanato do grupo de artesãos e artesãs da comunidade. O festival beneficia diretamente cerca de 210 famílias que expõem e vendem seus produtos durante o evento.

 

"O cenário na área central da comunidade está preparado para receber nossos visitantes, construímos barracas no estilo nativo, paredes e cobertura com palha, para comercialização dos nossos principais produtos, além do barracão da casa de farinha. Os barracões serão distribuídos para a demonstração do preparo da farinha, uma na arte artesanal e a outra no uso de novas tecnologias, serão três dias de festa que dignificam mais ainda a nossa comunidade, que comemora o seu 16° Festival, festejando a produção familiar e recebendo uma importantíssima obra que será entregue pela prefeitura municipal, através da Semap, que é a ampliação do microssistema de abastecimento de água, o qual estamos muito satisfeitos", destaca o diretor social da Associação de Moradores da Comunidade de Irurama, Jair Pedroso.

Como chegar à comunidade Irurama?

 

A comunidade fica a nove quilômetros distante da área urbana de Santarém e o acesso se dá pela Rodovia Everaldo Martins (PA-457), entrando à margem direita do ramal com extensão de 800 metros da rodovia à área central da comunidade. Faixas anunciando o evento estão posicionadas na entrada da comunidade. Há ônibus das linhas identificadas como Cucurunã, Ramal dos Coelhos, Vila Nova, Alter do Chão, Irurama e Ponta de Pedras. Os ônibus dessas linhas começam a rodar às 4 da manhã e encerram à meia-noite.

Programação

04/10 (sexta-feira)

8h -Abertura das barracas com venda de iguarias regionais e artesanato local com café da manhã comunitário;
11h30 - Venda de almoço com cardápio regional (prato principal galinha caipira);
17h30 - Solenidade de inauguração do microssistema de abastecimento de água da comunidade com a presença do prefeito de Santarém e demais autoridades; abertura oficial do festival com celebração religiosa;
20h - Apresentações artísticas, culturais e danças regionais;

05/10 (sábado)

8h - Abertura das barracas com venda de iguarias regionais e artesanato local;
11h30 - Venda de almoço com cardápio regional (prato principal galinha caipira);
20h30 - Apresentação da rainha do festival;
21h - Seresta ao vivo - Milton e Banda;

06/10 (domingo)

8h - Abertura das barracas com venda de iguarias regionais e artesanato local; 11h30 - venda de almoço com cardápio regional (prato principal galinha caipira);
16h - Música ao vivo com Tadeu Pinho;
18h - Bingão do festival;
21h - Show com a banda Cintura Fina;

Sobe Catracas

RODRIGO FERNANDES, escritor paraense

Natural de Santarém, venceu concurso da Academia Paraense de Letras e Artes e obra dele ficou em 1º lugar na categoria 'Melhor Livro'

Desce Catracas

ANTÔNIO PEIXOTO, prefeito de Itacoatiara

Deputado denunciou na Aleam que médicos, que atuam na pandemia, estão há três meses sem receber salários