DeAmazônia

MENU
Atualizado em 28/09/2019

Prefeito de Santarém aceita desafio e toma banho com morador de comunidade

Há anos com água de péssima qualidade, morador disse que tomaria um banho com Nélio Aguiar, caso problema fosse resolvido; Veja o vídeo

Prefeito de Santarém aceita desafio e toma banho com morador de comunidade Prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, toma banho com morador do Tabocal (Foto: Reprodução/Facebook)

DEAMAZÔNIA SANTARÉM, PA - O prefeito de Santarém, oeste do Pará, Nélio Aguiar (DEM), protagonizou uma cena inusitada, nesta sexta-feira (27/9), durante a inauguração da Rede de Distribuição de Água, com ligação domiciliar, na comunidade Bom Sossego do Tabocal, localizada na BR-163, km 22, no município.

 

Nélio aceitou o desafio de um morador que duvidou que o problema de água na região fosse resolvido. Após o novo sistema de abastecimento de água ser inaugurado, os dois tomaram um banho de chuveiro, durante o evento. O vídeo da chuveirada foi publicado nas redes sociais do prefeito.

Vídeo:

“Morador desconfiado de político fez um desafio. Que se o problema da água fosse resolvido ele ia tomar um banho no dia da inauguração. Eu prometi que tomava banho junto com ele. Palavra dada. Palavra cumprida.”, escreveu Nélio em postagem nas redes sociais.

 

Estavam presentes no evento, além do prefeito, o vice-prefeito José Maria Tapajós, o Secretário de Agricultura e Pesca Bruno Costa, e outras autoridades locais, colaboradores e representantes da comunidade.

 

A OBRA

Há anos, a comunidade do Tabocal consumia água suja e de má qualidade por falta de bom abastecimento. O novo sistema conta agora, com 2.892 mil metros de rede de distribuição e aproximadamente 282 novas ligações domiciliar.

 

A obra custou R$ 131 mil ao Tesouro Municipal.

 

 

Sobe Catracas

RONAN MARINHO, artista parintinense

Idealizado por ele, projeto de animação audiovisual infantil, dos bois Garantido e Caprichoso, em formato Kids, será lançado em dezembro

Desce Catracas

HERIVÂNEO SEIXAS, prefeito de Humaitá

Concurso público da Prefeitura foi suspenso pela Justiça, após contratação de Instituto suspeito, para organizar o certame