DeAmazônia

MENU
Atualizado em 24/09/2019

Sefaz-AM apreende mercadorias sem nota fiscal avaliadas em R$ 1 milhão

Acessórios de pesca e produtos escolares eram oriundos do Pará; a contagem do material durou seis dias e encerrou nesta terça (24)

Sefaz-AM apreende mercadorias sem nota fiscal avaliadas em R$ 1 milhão Acessórios de pesca e produtos escolares apreendidos eram oriundos do Par

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM  - Fiscais da Secretaria de Estado da Fazenda do Amazonas (Sefaz-AM) apreenderam um carregamento de mercadorias estimado em mais de R$ 1 milhão, sem nota fiscal, em um porto privado de Manaus, na última semana. Com mais de 30 mil unidades de produtos em cerca de 700 caixas, a contagem das mercadorias demorou seis dias e envolveu oito agentes do fisco estadual, que só finalizaram a tarefa nesta terça-feira (24/09).
 
 
Entre os materiais, estão acessórios de pesca e produtos escolares. A apreensão ocorreu durante uma fiscalização de rotina iniciada no dia 15 deste mês. Os fiscais interceptaram a embarcação com a mercadoria irregular no momento do desembarque no porto. A mercadoria vinha do estado vizinho do Pará, e os produtos seriam comercializados na capital amazonense.
 
 
De acordo com o auditor fiscal do Departamento de Fiscalização da Sefaz-AM, Cristóvão Valença, esta é a segunda grande apreensão deste ano. Em maio, os fiscais apreenderam cerca de R$ 600 mil em cigarros e bebidas sem nota fiscal, o que, na ocasião, foi considerada a maior apreensão deste tipo de mercadoria nos últimos dez anos. Esta última superou a de maio, no entanto, em valor das mercadorias.
 
 
“Realmente, a quantidade de mercadoria nos surpreendeu. Fizemos uma força-tarefa de fiscais e, em seis dias, até antes do prazo estabelecido, nós conseguimos finalizar a contagem”, disse o fiscal. “Agora, iremos lavrar o auto de infração e, caso seja apaga a multa e o imposto devido, liberar a mercadoria. Caso contrário, a mercadoria deve ir a leilão”, explica Cristóvão.

Sobe Catracas

RUI MACHADO, artista plástico

Recebeu comenda da Ordem do Mérito Legislativo da Aleam, em reconhecimento por trabalho com coisas da Amazônia

Desce Catracas

RONALDO TABOSA, vereador de Manaus

Pela quarta vez, teve mandato cassado pelo TRE/AM, dessa vez, por infidelidade partidária com o PP