DeAmazônia

MENU
Atualizado em 19/09/2019

Comitê do Governo discute reforma tributária com bancada amazonense

PEC 110, que tramita na CCJ do Senado, já prevê regra de exceção para a Zona Franca de Manaus

Comitê do Governo discute reforma tributária com bancada amazonense Reunião do Comitê de Assuntos Tributários Estratégicos (Cate) e senadores e deputados federais do Amazonas (Foto: Divulgação/Sefaz-AM)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - A iminência de uma grande reforma tributária no Brasil tem mobilizado uma articulação entre o Governo do Amazonas e a bancada do estado no Congresso Nacional. Na última quarta-feira (18/09), o Comitê de Assuntos Tributários Estratégicos (Cate) do Governo do Amazonas, coordenado pela Secretaria de Fazenda (Sefaz-AM), reuniu-se com senadores e deputados federais do Amazonas no Senado Federal para apresentar a proposta de emenda à PEC 110, que tramita na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da casa.

 

De acordo com o coordenador do Cate, Nivaldo Mendonça, apesar da PEC 110 já prever regra de exceção para a Zona Franca de Manaus, base da economia do estado e tida como um dos mais bem sucedidos modelos de desenvolvimento do país, os seus dispositivos não são efetivos e suficientes para manutenção das vantagens comparativas do modelo. A PEC também  não garante as receitas estaduais, na medida em que concentra a taxação de tributos no consumo, e não mais na origem, prejudicando centros sem grande vocação para o consumo, como o Estado do Amazonas.

 

“Por meio do Cate, temos feito um amplo acompanhamento das propostas de reforma tributária na Câmara e no Senado, apresentado propostas que preservem as nossas receitas e também protejam a Zona Franca de Manaus, mantendo suas vantagens competitivas para evitar impacto negativo na economia do Amazonas. Temos um modelo consolidado e que tem grande papel na geração de empregos e na preservação da Amazônia”, diz ele.

 

No início do mês, o Cate já havia apresentado à bancada uma proposta de emenda à PEC 45, que tramita na Câmara. Como resultado, o vice-presidente da Comissão Especial da Reforma na Câmara, o deputado federal Sidney Leite (PSD-AM), protocolou Emenda Coletiva junto aos outros membros da bancada a partir dos estudos do comitê.

 

Desta vez, a Emenda do Comitê se refere à PEC 110, mas esta ainda necessitará de ajustes, pois a PEC foi alterada por ocasião da leitura do Relatório na CCJ, realizada ontem (18/09), tendo, entre outras mudanças, a transformação do IVA (Imposto sobre Valor Agregado) amplo num IVA dual (um estadual e outro federal). A nova Emenda ajustada será entregue à bancada até a próxima terça-feira (24/09).

 

Sobe Catracas

SUSAN VALENTIM, fotógrafa

Acreana teve três fotos, de conceito amazônico, aprovadas para estamparem revista online Vogue Itália 

Desce Catracas

GEAN BARROS, prefeito de Lábrea (AM)

Instituto de Previdência dos Servidores Públicos (Lábrea/Prev) não entrega prestação de contas desde 2016, aponta TCE