DeAmazônia

MENU
Atualizado em 19/09/2019

Marjorie Estiano é indicada ao Emmy, por trabalho em 'Sob pressão'

"Se eu fechar os olhos agora", também da Rede Globo concorre na categoria Minissérie

Marjorie Estiano é indicada ao Emmy, por trabalho em 'Sob pressão' Marjorie Estiano é indicada ao Emmy Internacional (Foto: reprodução/Twitter/Rede Globo)

Foram revelados nesta quinta, dia 19 de setembro, os indicados para o Emmy Internacional e tem brasileiros na disputa. Marjorie Estiano concorre ao prêmio de Melhor atriz pelo trabalho em "Sob pressão", da Globo. Raphael Logam, pela série "Impuros", da Fox, disputa o troféu de Melhor ator. Quando o assunto são os produtos televisivos, "Se eu fechar os olhos agora", também da Rede Globo, concorre na categoria Minissérie.

 

— O Brasil ja esteve algumas vezes no Emmy levando o prêmio em outras categorias, mais um indicativo para acreditarmos no que fazemos por aqui. Estou muito feliz com a indicação e de ter feito parte desse time. "Se eu fechar os olhos agora" é um dos meus primeiros trabalhos de destaque e estará para sempre em minha memória. Que sorte a minha! — comemora Thainá Duarte, que interpretou Anita.

 

 

O Brasil tem ainda entre os indicados a atração "Ópera aberta - Os pescadores de pérolas", da HBO, que concorre em Programa de arte, o "Especial de Natal Porta dos Fundos", que disputa a categoria comédia, "A primeira pedra", do Canal Futura, em Documentário, a terceira temporada de "1 contra todos", da Fox, em Série dramática, e "Hack the city", exibida no National Geographic, em Série curta.

 

Ao todo são 44 indicados em 11 categorias e há representantes de 21 países. Além do Brasil, os trabalhos são da Argentina, Austrália, Bélgica, Canadá, Colômbia, Finlândia, França, Alemanha, Hungria, Índia, Israel, Holanda, Portugal, Catar, Cingapura, África do Sul, Coréia do Sul, Turquia, Reino Unido e Estados Unidos. A cerimônia com os vencedores será realizada no dia 25 de novembro.

Sobe Catracas

DELISSA VIEIRALVES FERREIRA, promotora de Justiça

Ação Civil Pública, em conjunto com a promotora Nilda Silva, derrubou na Justiça decisão da Seduc de militarizar Escola Tiradentes, em Manaus

Desce Catracas

RAYLAN BARROSO, prefeito de Eirunepé

Foi cobrado pelo MPF para fazer processo seletivo, pagar funcionários indigenas e regularizar merenda escolar