DeAmazônia

MENU
Atualizado em 23/08/2019

TRE/AM livra Nenê Machado de cassação

Israel Paulain recorre ao TSE

TRE/AM livra Nenê Machado de cassação Prefeito Nenê Machado (Foto: Prefeitura de Nhamundá/Divulgação)

DEAMAZÔNIA NHAMUNDÁ, AM - Por 5 votos a 1, a Corte do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AM), não cassou o mandato do prefeito de Nhamundá, Nenê Machado (PROS), em sessão desta quinta-feira (22/8). A coligação de Israel Paulain, no entanto, vai recorrer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para que a decisão em 2ª instância seja anulada.

 

O prefeito de Nhamundá, Nenê Machado e Cleudo Mantegão foram cassados em 1ª instância pelo juiz eleitoral de Nhamundá, Marcelo Cruz de Oliveira, em março, deste ano, atendendo pedido do então promotor da cidade, Weslei Machado.

 

A relatora do processo juíza federal, Ana Paula Serizawa, foi a única que votou pela cassação do mandato do prefeito e do vice Cleudo Mantegão, em 1ª e 2ª instância.

 

“Com todos esses posicionamentos contundentes pelos representantes do MPE e dos magistrados supracitados, iremos até a última instância em busca da reforma dessa sentença, acreditando na justiça brasileira”, afirmou Israel Paulain.

 

O prefeito é acusado de compra de votos com dinheiro vivo e material de construção, nas eleições de 2016, quando se reelegeu.

 

No dia 16 de agosto,a sessão de julgamento de Nenê e Cleudo foi transferida depois de o juiz Junior Fernandes pedir vistas do processo.  

Sobe Catracas

VINÍCIUS AMARAL, estudante

Paraense tirou nota mil no Enem, ao abordar democratização do cinema, inspirado Cine Líbero Luxardo, em Belém

Desce Catracas

ISAIAS BATISTA FILHO, ex-prefeito de Juruti

Bens particulares dele foram entregues à Prefeitura de Juruti, pela Justiça, por danos erários cauados ao município quando foi prefeito