DeAmazônia

MENU
Atualizado em 20/08/2019

Fake News chega a Maués com pesquisa falsa

Depois de Nhamundá e Barreirinha pesquisa falsa também foi espalhada em Maués

Fake News chega a Maués com pesquisa falsa Dados da pesquisa fake foram retirados de uma matéria do Portal G1. Foto: reprodução

DEAMAZÔNIA MAUÉS, AM - Uma pesquisa falsa foi espalhada em Maués nesta segunda-feira (19/08) que faria uma avaliação do governo do prefeito Junior Leite.

 

Grosseiramente, os dados da pesquisa fake foram retirados de uma matéria do Portal G1 e associado a Maués. A farsa foi rapidamente descoberta e desmascarada.

 

A assessoria do prefeito Junior Leite se posicionou sobre o episódio  e lamentou que opositores pratiquem crimes virtuais com divulgação de fakes News.

 

Segundo a assessoria da Prefeitura, essas ações criminosas são desespero da oposição, que não consegue enxergar os avanços que Maués vem conquistando em tão pouco tempo.

 

Em 2 anos e sete meses da gestão do prefeito Junior Leite as obras do Prosai avançaram e primeira etapa será logo inaugurada, 40 escolas municipais reconstruídas na sede e zona rural e construção de poços artesianos, o asfaltamento das ruas que a cidade não recebia há dez anos e melhorias no sistema de saúde com jornadas eletivas.

 

No turismo, a Prefeitura fez novos investimentos no Festival de Verão e na Festa do Guaraná. 

São obras e serviços que garantem geração de empregos locais e aquecimento da economia na cidade, avalia a Prefeitura.

 

" São parcerias com as esferas estadual e federal que vem dando certo e buscamos ainda apoios da iniciativa privada para trazer novos investimentos para o municipio. Enquanto a oposição propaga fakes news nós traballhamos por nossa gente e atuamos para o avanço de Maues", disse em Nota, o prefeito Junior Leite.

 

Sobe Catracas

RAFAEL BARBOSA, defensor público geral do Amazonas

Recebeu medalha Ruy Araújo, mais alta comenda da Aleam, e em agradecimento, nomeou o 18º defensor aprovado no concurso da DPE-AM

Desce Catracas

HAMILTON VILLAR, ex-prefeito do Careiro Castanho (AM)

Em menos de um mês, TCE-AM reprovou novamente as contas do ex-prefeito e condenou ele a devolver R$ 3,7 milhões