DeAmazônia

MENU
Atualizado em 19/08/2019

Rio Preto da Eva em comoção com morte de Thalia; sargento está preso

Revolta e indignação em Rio Preto da Eva

Rio Preto da Eva em comoção com morte de Thalia; sargento está preso Thalia Oliveira

DEAMAZÔNIA RIO PRETO DA EVA, AM - O assassinato da estudante universitária Thalia Oliveira, de 18 anos, na madrugada deste domingo (18/8), por volta das 5h, em Rio Preto da Eva (distante 80 quilômetros de Manaus), na rodovia AM-10, deixou a cidade em comoção. Thalia morreu ao ser atingida com um tiro na cabeça. O suspeito é o sargento da PM Rosivaldo Oliveira.

 

Testemunhas contaram que Thalia voltava com um amigo de uma festa e foi parado em uma btliz. Houve uma discussão entre o condutor e o sargento. O condutor arrancou com a moto e o policial fez o disparo que atingiu a jovem.

 

Thalia era estudante do curso de Psicologia, de uma universidade particular em Manaus. A morte dela deixou em comoção Rio Preto da Eva. O prefeito Anderson Sousa lamentou a morte da estudante. Moradores e amigos da estudante protestaram nas redes sociais. 

 

O comando Geral da PM informou que o sargento está preso e foi afastado de suas funções. O sargento responderá a inquérito policial militar. 

 

Sobe Catracas

RAFAEL BARBOSA, defensor público geral do Amazonas

Recebeu medalha Ruy Araújo, mais alta comenda da Aleam, e em agradecimento, nomeou o 18º defensor aprovado no concurso da DPE-AM

Desce Catracas

ALFREDO MENEZES, superintendente da Suframa

Amigo do presidente, ZFM tem sofrido fulminantes ataques do governo Bolsonaro, o que mostra desprestígio dele no cargo