DeAmazônia

MENU
Atualizado em 17/08/2019

'Demissão coletiva' faz Bolsonaro recuar sobre delegado federal de Manaus

Suposta ligação do filho Flávio com milícias do Rio e caso Queiroz motivaram interferência do presidente na PF

'Demissão coletiva' faz Bolsonaro recuar sobre delegado federal de Manaus Sede da Polícia Federal do Amazonas (Reprodução)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Nunca na redemocratização do país um presidente havia interferido na Polícia Federal, como agora. Os delegados federais cogitaram um pedido de demissão coletiva, em todo o pais, depois da tentativa do presidente Jair Bolsonaro de trocar o superintendente da PF no Rio de Janeiro, Ricardo Saadi.

 

A informação é da colunista Monica Bérgamo, da Folha de S. Paulo.  

 

Na quinta-feira (15), Bolsonaro anunciou que o superintendente do Rio seria um nome de sua confiança que viria de Manaus, o delegado Alexandre Saraiva. Quem estava cotado era o superintende da Polícia Federal em Pernambuco, Carlos Henrique Oliveira.

 

“Pergunta para o ministro da Justiça, Sergio Moro. Já estava há três, quatro meses para sair o cara de lá. Quando vão nomear alguém, falam comigo. Eu tenho poder de veto ou vou ser um presidente banana agora, cada um faz o que bem entende e tudo bem? Não”, disparou. “Não interessa o motivo”, completou Bolsonaro.  

 

O motivo da troca de comando seria a substituição do delegado Ricardo Saadi, por causa dos supostos elos entre as milícias do Rio, a família do presidente e o chamado caso Queiroz. As investigações envolviam o filho Flávio Bolsonaro, senador pelo Rio.

 

Fabrício Queiroz é policial militar e ex assessor de Flávio, então  deputado da ALERJ. Ele é acusado de movimentações financeiras atípicas de R$ 1,2 milhão. Queiroz está desaparecido. Caso Queiroz explodiu em dezembro de 2018.

 

O ato de Bolsonaro atropela a autonomia da Polícia Federal e enfraquece o ministro da Justiça Sérgio Moro. Delegados federais também colocaram Moro na parede e queria que ele reagisse.

 

Com a provável demissão coletiva dos delegados federais, Bolsonaro dá sinais de recuo.   

 

Sobe Catracas

JACOB COHEN, oftalmologista e vice-reitor da UFAM

Representando a Universidade, recebeu Prêmio Champalimaud de Visão 2019, prêmio mundial em Oftalmologia, em Portugal

Desce Catracas

TARCÍSIO ROSA, presidente da Eletrobras Amazonas

Funcionários da empresa estão retaliando moradores de Manacapuru e Iranduba que procuraram direitos após apagão, denunciou deputado Sidney Leite