DeAmazônia

MENU
Atualizado em 14/08/2019

Ouvidoria do TCE já recebeu mais de 800 manifestações em 18 meses

Ao todo foram 822 denúncias de irregularidades, críticas, sugestões e consultas sobre a Administração Pública

Ouvidoria do TCE já recebeu mais de 800 manifestações em 18 meses Conselheiro Érico Desterro apresentou balanço nesta terça (13) (Foto: Nataly David)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - De janeiro de 2018 a julho de 2019, a Ouvidoria do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) recebeu 822 manifestações de cidadãos com denúncias de irregularidades, críticas e sugestões, solicitações de informações e consultas sobre questões relacionadas à Administração Pública.

 

Das 822 manifestações, 613 foram enviadas por meio eletrônico sendo 302 pelo site da Ouvidoria, 190 por e-mail e 121 pelo número de WhatsApp disponibilizado pelo Tribunal de Contas.

 

O balanço das ações da Ouvidoria foi divulgado pelo ouvidor-geral do TCE-AM, conselheiro Érico Desterro, durante a sessão do Pleno da Corte de Contas, realizada nesta terça-feira (13/08).

 

“Percebemos que o mundo mudou, sobretudo na comunicação entre a sociedade e a Administração Pública, e temos que nos adaptar a isto. Das 822 manifestações, 328 foram manifestações abertas nas quais o cidadão se identificou e 172 foram anônimas. Neste último caso, adotamos procedimentos preliminares de apuração antes de instaurarmos qualquer processo de investigação”, disse o conselheiro.

 

Ele agradeceu o apoio recebido pela presidente do TCE-AM, conselheira Yara Lins dos Santos, e ressaltou que a iniciativa do 1ª Simpósio Nacional de Ouvidorias foi do vice-presidente do Tribunal, conselheiro Mário de Mello.  “Gostaria de agradecer a presidente do TCE porque todo apoio pedido têm sido dado.Realizaremos nos dias 22 e 23 deste mês o 3º Simpósio Nacional de Ouvidorias e quero ressaltar que a 1ª edição do evento foi uma iniciativa do conselheiro Mário de Mello, ouvidor-geral do Tribunal à época”, disse Érico Desterro.

 

A presidente do TCE-AM, conselheira Yara Lins dos Santos parabenizou o trabalho realizado pela Ouvidoria da Corte de Contas e ressaltou os benefícios para a sociedade quando se tem uma Ouvidoria forte e participativa.

 

“Parabéns conselheiro Érico e toda a sua equipe. Nossa Ouvidoria tem estado cada vez mais próxima da população. Quem ganha com isso é o Tribunal e toda sociedade”, disse a conselheira Yara Lins dos Santos.

 

Rodas de cidadania

O ouvidor-geral do TCE-AM, conselheiro Érico Desterro, informou, ainda, os resultados positivos do Rodas de Cidadania que tem como objetivo levar a Ouvidoria da Corte de Contas para os municípios do interior do Estado com a realização de audiências públicas para ouvir as demandas da comunidade.

 

O projeto já foi realizado em Parintins, Benjamin Constant, Itacoatiara, Manacapuru, Careiro, Presidente Figueiredo, Itacoatiara, Tabatinga, Novo Airão e Tefé.   

Sobe Catracas

DELISSA VIEIRALVES FERREIRA, promotora de Justiça

Ação Civil Pública, em conjunto com a promotora Nilda Silva, derrubou na Justiça decisão da Seduc de militarizar Escola Tiradentes, em Manaus

Desce Catracas

RAYLAN BARROSO, prefeito de Eirunepé

Foi cobrado pelo MPF para fazer processo seletivo, pagar funcionários indigenas e regularizar merenda escolar