DeAmazônia

MENU
Atualizado em 14/08/2019

Prefeito de Barreirinha estoca cestas básicas e não entrega as famílias da enchente

Assim como fez com implementos agrícolas, Glênio Seixas estocou ajuda humanitária do Governo do AM e não entregou as famílias de Barreirinha

Prefeito de Barreirinha estoca cestas básicas e não entrega as famílias da enchente Alimentos que chegaram em Barreirinha as famílias da enchente foram estocados

DEAMAZÔNIA BARREIRINHA, AM - Depois de não entregar implementos agrícolas doados pelo Governo do Estado aos produtores rurais, agora o prefeito de Barreirinha ( a 328 quilômetros de Manaus), Glênio Seixas (MDB), resolveu fazer o mesmo com famílias vítimas da enchente no município, e também não repassou a ajuda humanitária que o governador Wilson Lima (PSC) enviou ao município. Barreirinha é a cidade da região Baixo Amazonas que mais sofre com as cheias dos rios.

 

O governador destinou, em julho, aos municípios a segunda etapa emergencial da ajuda humanitária que compreende auxílio com cestas básicas, kits higiene, kits com redes, lençóis e mosqueteiros, kits de limpeza, colchões, jogos de cama, travesseiros e  purificadores de água do projeto Salta-Z. 

 

Em Barreirinha, essa remessa chegou há quase 1 mês, mas o prefeito Glênio Seixas até hoje não entregou as cestas básicas a mais de 1.700 famílias que deveriam ser atendidas.

defesadd 

O prefeito estocou os mantimentos num depósito, anexo de uma escola, no bairro São Judas Tadeu, mas um morador descobriu e, indignado com a situação, vazou fotos dos alimentos, ainda com os adesivos da Defesa Civil do Estado, para as redes sociais dando conhecimento a população.

 

O morador Leman Garcia disse que ninguém em Barreirinha sabia que as cestas básicas haviam chegado à cidade. “Vou procurar o Ministério Público e pedir providências”, disse.

 

Na manhã, desta terça-feira (13/08), o Portal DeAMAZÔNIA entrou em contato com a assessoria da Prefeitura de Barreirinha e questionou porque o prefeito Glênio Seixas não deu urgência à entrega das cestas básicas as famílias. Até a manhã desta quarta (14) a assessoria do prefeito não havia retornado.

 

ESTOCOU IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS

No dia 30 de julho, deste ano, o vice-prefeito de Barreirinha, Luis Picanço, rompido com Glênio Seixas, assumiu o cargo de prefeito interino, com a viagem do titular, e distribuiu aos produtores rurais implementos agrícolas que estavam estocados em um depósito da Prefeitura há mais de sete meses.

 

O Governo do Estado repassou as Prefeitura tratores agrícolas, motores geradores de energia, kit de casa de farinha e cevador, veículos destinados ao escoamento da produção ( triciclo, caminhão carroceria e rabeta completo) equipamentos destinados a produção rural e pesca: ferramentas, roçadeiras e kit pescador( panos de malha, lonas, caixa de isopor, terçados, cordas, chumbo e boia de isopor). Tudo estava estocado, sem uso, em Barreirinha. 

 

Na ocasião, o prefeito criticou o vice e disse que a Prefeitura ainda estava [depois de sete meses] fazendo uma lista criteriosa para entregar os equipamentos aos agricultores.   

@pw_instagram

Sobe Catracas

HELOÍSA DE MOURA, aluna da rede municipal de Manaus

Representando o AM, Poema dela foi classificado para final da Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa 

Desce Catracas

HENRIQUE FALABELLA, prefeito de Urucará (AM)

Famílias denunciam mortes de bebês por falta de médicos no Hospital Municipal e cobram providências do prefeito