DeAmazônia

MENU
Atualizado em 13/08/2019

Procuradora Geral do AM nomeia força-tarefa contra corrupção em Coari

Em Nota, prefeito de Coari diz que denúncias são infundadas e que reportagem do Programa Câmera Record é 'requentada

Procuradora Geral do AM nomeia força-tarefa contra corrupção em Coari Procuradora geral do Amazonas, Leda Mara Albuquerque

DEAMAZÔNIA COARI, AM - Após repercussão da reportagem especial exibida em rede nacional do Programa Câmera Record, da TV Record, neste domingo (11/08), sobre novo escândalo de corrupção na Prefeitura de Coari (a 370 quilômetros de Manaus), a procuradora geral do Amazonas, Leda Mara Nascimento Albuquerque, enviou uma força tarefa de promotores de Justiça a 'cidade do Petróleo', para retomar as investigações contra o prefeito Adail Filho (PP), vereadores e empresários.

 

A procuradora chefe nomeou o promotor de Justiça, Weslei Machado, para comandar os trabalhos. Integram a força tarefa os promotores Leonardo Tupinambá do Valle, Fabrício Santos Almeida, Fábia Melo Barbosa de Oliveira e Gabriel Salvino Chagas do Nascimento.

 

A portaria da Procuradoria Geral número 2259 foi publicada nesta segunda-feira (12). A força tarefa tem um prazo de 60 dias para concluir as investigações. O programa publicou em suas redes sociais a portaria da Procuradoria Geral do Amazonas. 

 

As investigações do MP apontam o prefeito Adail Filho como o suposto chefe do esquema de desvio recursos financeiros em Coari.

 

JUIZ

A reportagem do Câmera Record cita ainda o suposto envolvimento do juiz da Comarca, Fábio Alfaia. Diante de farta documentação e testemunhas, o MP informa que ingressou com dez pedidos de afastamento do prefeito de Coari, e que a maior parte dos pedidos foi negada pelo juiz. O Ministério Público ajuizou ainda mais de 20 exceções de suspeição contra o magistrado. 

 

Segundo o Ministério Público o juiz teria relação de amizade com a família Pinheiro. A equipe da TV tentou falar com Alfaia, mas não obteve retorno.

 

O OUTRO LADO 

O prefeito de Coari, Adail Filho, divulgou Nota nesta segunda (11) para informar que as informações contidas na reportagem do Programa Câmera Record faltam com a verdade dos fatos, e que muitas das matérias são 'requentadas' e até judicializadas.

 

Adail negou qualquer ato de corrupção ativa ou passiva em favor ou desfavor de qualquer ente público ou político. “As informações contidas [...] objetivam macular uma administração marcada pelo trabalho e compromisso com o povo coariense”, diz trecho da Nota do prefeito.  

ABAIXO VEJA A PORTARIA DO MP/AM E A NOTA DA PREFEITURA

doc

 

adail  

Sobe Catracas

PASTORA LEAL, presidente do TRT/8ª Região

Desembargadora foi homenageada na sede do TST, em Brasília, com medalha da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho

Desce Catracas

JARDEL VASCONCELOS, prefeito de Monte Alegre (PA)

Conselho de Ética e Transparência Administrativa Municipal (Copetramma) protocolou pedido de cassação dele na Câmara por suposta fraude em licitação