DeAmazônia

MENU
Atualizado em 12/08/2019

Therezinha Ruiz discute regulamentação da Rede de Vizinhos Protegidos

Audiência pública atendeu reivindicação dos moradores que confirmam a melhoria da segurança, com a presença da RVP

Therezinha Ruiz discute regulamentação da Rede de Vizinhos Protegidos Audiência pública foi realizada pela deputada professora Therezinha Ruiz (PSDB), em conjunto com o deputado Fausto Júnior. Foto: divulgação

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - A regulamentação do programa Rede de Vizinhos Protegidos (RVP), que atua nos conjuntos residenciais Jardim de Versalles, Belvedere e Flamanal, no bairro Planalto (Zona Centro-Oeste de Manaus), foi o principal encaminhamento da audiência pública realizada hoje (12) pela deputada professora Therezinha Ruiz (PSDB), em conjunto com o deputado Fausto Júnior (PV), atendendo reivindicação dos moradores que confirmam a melhoria da segurança, com a presença de policiamento na área.

 

Na abertura da audiência, Therezinha Ruiz relatou as visitas realizadas nos conjuntos, ouvindo os moradores sobre a importância da RVP criado em 2015, que vem ajudando a diminuir os casos de furto e de assalto, pela interatividade direta dos policiais com os comunitários, nas ações de prevenção e de combate à criminalidade, mas que precisa ser efetivada.

 

“Vamos nos empenhar para regulamentar o programa e sensibilizar as autoridades policiais sobre a necessidade de ampliar o efetivo da Rede que atende os moradores da área, onde opera a 17ª Companhia Interativa Comunitária”, afirmou a deputada.

 

Nesse sentido, o deputado Fausto Junior sugeriu a elaboração de um Projeto de Lei para regulamentar a RVP e expandir o programa. Ele solicitou ainda o engajamento das igrejas e das escolas da área dos conjuntos, que possuem cerca de15 mil famílias.

 

De acordo com o representante comunitário do Jardim de Versalles, Delson Vieiralves, a implantação da RVP aproximou os moradores, que hoje se comunicam sobre qualquer movimento suspeito em qualquer uma das residências e contam com o apoio imediato da Polícia, evitando a ocorrência de crimes.

 

“O projeto é tão eficiente que chamou a atenção de autoridades japonesas interessadas na experiência”, frisou Vieiralves, defendendo a inclusão de mais quatro policiais na RVP.

 

Por meio do aplicativo Whatsapp, moradores e políciais se comunicam de forma ágil e direta sobre qualquer situação suspeita nos conjuntos. E para que o programa funcione de forma eficaz, os comunitários realizam reuniões periódicas com os policiais.

 

Representando a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o coronel PM Hermes Silva Macedo disse que em breve será apresentado o portfolio da secretaria com a inclusão da RVP. Ele se comprometeu em sensibilizar o secretário Louismar Bonates sobre a necessidade de ampliar o programa pela sua eficiência na prevenção e combate à criminalidade.

 

Conhecido e respeitado pelos moradores, pela sua atuação na RVP, o major PM Délio da Silva Corrêa, da 17ª Cicom, reafirmou a importância do programa e a diminuição dos índices de criminalidade na área, mas admitiu que há dificuldades para aumentar o efetivo. “Falta material humano, mas trabalhamos para que a Rede permaneça viva e esperamos que as reivindicações dos moradores sejam atendidas”, destacou.

Sobe Catracas

PASTORA LEAL, presidente do TRT/8ª Região

Desembargadora foi homenageada na sede do TST, em Brasília, com medalha da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho

Desce Catracas

JARDEL VASCONCELOS, prefeito de Monte Alegre (PA)

Conselho de Ética e Transparência Administrativa Municipal (Copetramma) protocolou pedido de cassação dele na Câmara por suposta fraude em licitação