DeAmazônia

MENU
Atualizado em 09/08/2019

Juiz decide que vereadores de Iranduba vão cumprir prisão preventiva

Kelison Dieb e Jackson Pinheiro foram presos em operação do MP acusados de envolvimento em esquema de propina

Juiz decide que vereadores de Iranduba vão cumprir prisão preventiva Kelison Dieb e Jackson Pinheiro

DEAMAZÔNIA IRANDUBA, AM -  juiz Túlio de Oliveira Dorinho, da Comarca de Iranduba, na região metropolitana de Manaus, decidiu converteu em prisão preventiva a prisão que era temporária dos vereadores do município Kelison Dieb e Jackson Pinheiro, após audiência de custódia realizada nesta sexta-feira (09/08).

 

Os dois parlamentares foram presos na quinta-feira, na operação Avaritia ( Cobiça), deflagrada pelo grupo Gaeco ( Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do Ministério Público do Amazonas.

 

Com a nova decisão da Justiça os dois vereadores serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória 2, na BR 184 ( Manaus-Boa Vista/RR).  

 

Kelison Dieb e Jackson Pinheiro são suspeitos de participarem de uma organização criminosa que vinha cobrando propina para a aprovação de Projetos de Lei na Câmara Municipal de Iranduba. As investigações começaram em dezembro de 2018, por iniciativa dos integrantes do Gaeco e das Promotorias de Justiça de Iranduba.

 

No momento da prisão, o vereador Kelison Dieb estava portando uma arma de fogo de fabricação caseira e, por isso, foi apresentado em flagrante no 19o. DIP, na Ponta Negra. O vereador Jackson Pinheiro foi flagrado tentando destruir prova, ao jogar o aparelho celular dele no vaso sanitário. Foram apreendidos, ainda, aparelhos celulares, HDs e documentos.

Sobe Catracas

SUSAN MONTEVERDE, jornalista

Parintinense vai representar o Brasil no Seminário Global de Salzburg (SGS), na Áustria, nos diálogos das áreas de Cultura, Artes e Sociedade.

Desce Catracas

CHICO ALFAIA, prefeito de Óbidos (PA)

MPF vai investigar prefeito por suposto desvio de recursos federais, repassados ao município pelo Ministério da Integração Nacional