DeAmazônia

MENU
Atualizado em 08/08/2019

MPPA pede paralisação das obras da Nova BR-316

Rodovia passa pelos os estados do Pará, Maranhão, Piauí, Pernambuco e Alagoas.

MPPA pede paralisação das obras da Nova BR-316 Ação Cautelar pede paralisação das obras da Nova BR-316 (Foto: Reprodução/Agência Pará)

DEAMAZÔNIA BELÉM, PA - O Ministério Público do Pará (MPPA) ajuizou Ação Cautelar Preparatória pedindo a paralisação das obras do projeto Nova BR-316 no perímetro do município de Ananindeua. A iniciativa é uma forma de resguardar os direitos dos cidadãos que trafegam pela rodovia. 

 

Desde o início do ano o promotor de Justiça Bruno Beckembauer vem cobrando do Departamento de Trânsito do Estado (Detran) soluções para sanar a precariedade de sinalização na BR a fim de garantir a segurança dos que transitam na rodovia e assim reduzir os riscos acidentes. (Confira a íntegra da Ação Cautelar)

 

A Nova BR, projeto do Governo do Estado, prevê a implantação de três passarelas mas, para o MP, são necessárias medidas urgentes para dirimir os riscos de travessia na rodovia. A estrada passa pelos os estados do Pará, Maranhão, Piauí, Pernambuco e Alagoas. 

 

O MP vem recebendo constantes reclamações de referentes a impossibilidade de idosos e deficientes atravessarem as pistas no perímetro de Ananindeua. “O trânsito encontra-se caótico e não existem agentes de trânsito para diminuir o impacto das obras do projeto Nova BR na vida desta população, inclusive, neste ano de 2019, três idosos já chegaram a morrer nesta travessia”, destacou o promotor na Ação Cautelar.

 

A construtora que realiza a obra retirou grande parte da iluminação pública deixando vários trechos no escuro, não adotado qualquer procedimento a fim de evitar os riscos para os pedestres que ficam sujeitos aos perigos do trânsito e à insegurança.

 

Desde o início do ano o MP vem tentando dialogar com os órgãos responsáveis. Reuniões foram realizadas com representantes do Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM), responsável pelo projeto e fiscalização da execução da obra; Departamento Estadual de Trânsito (Detran); construtora, entre outros. Porém, não houve nenhuma atitude resolutiva por parte dos envolvidos.

 

Além da paralisação das obras o promotor de Justiça Bruno Beckembauer solicita ainda que o Detran seja obrigado realizar melhorias na sinalização e a designar agentes de trânsito para auxiliar a travessia na BR-316. Solicita ainda que os responsáveis pela obra instalem iluminação em todas as áreas onde a mesma foi prejudicada em função das obras. Os pedidos de providências são referentes ao perímetro do município de Ananindeua.

 

Sobe Catracas

YANA GADELHA, lutadora de MMA

Vinda do balé clássico, com apenas 10 meses de treinos, amazonense foi eleita "Revelação do Ano", no prêmio Osvaldo Paquetá, considerado o Oscar do MMA

Desce Catracas

JOCIONE SOUZA, prefeito de Novo Aripuanã

Justiça mandou ele pagar gratificações à professores municipais, atrasadas desde os anos de 2011 e 2012