DeAmazônia

MENU
Atualizado em 23/07/2019

De férias, em Alter do Chão, ministro da Educação bate boca com indígenas; VÍDEO

Após enfrentar protesto da UNE contra cobrança de mensalidades nas universidades públicas, Abraham Weintraub, foi hostilizado por ativistas em Santarém

De férias, em Alter do Chão, ministro da Educação bate boca com indígenas; VÍDEO Ministro da Educação, Abraham Weintraub, bate boca com indígena em Alter do Chão

DEAMAZÔNIA SANTARÉM, AM - O ministro da Educação, Abraham Weintraub, que passa férias em Alter do Chão, Santarém, no Oeste do Pará, discutiu com ativistas nesta segunda-feira (23)/07) à noite. O ministro foi hostilizado por indígenas do Engajamundo, rede de jovens organizados pelo Brasil, que entregaram a ele uma kafta, referência irônica ao episódio no qual ele errou a pronúncia do sobrenome do escritor Franz Kafka, chamando-o pelo nome da ‘iguaria árabe’.

 

Weintraub estava em um restaurante da Vila de Alter do Chão, onde cantores regionais tocam música ao vivo para os clientes. Depois de ouvir críticas dos manifestantes, o ministro reagiu.

 

O ministro da Educação pegou microfone de um dos cantores, disse que passava férias alí com a família, e disparou críticas ao PT e aos manifestantes. "Não é porque você está com um cocar que você é mais brasileiro do que eu, seu babaca". Um dos manifestantes retrucou:"babaca é você, seu fascista". 

 

Na manhã, desta sexta-feira (23/07), a Prefeitura de Santarém divulgou uma nota de Repúdio e de solidariedade ao ministro. " A Prefeitura de Santarém vem a público informar que repudia qualquer ato de violência, intolerância politica ou de censura a pensamentos políticos", diz trecho da nota. Leia NOTA completa ao final da matéria. 

 

'Alter do Chão é conhecido como 'caribe amazônico", um lugar fascinante de belas praias. A página 'Santarém, meu amor' postou o vídeo, do momento do bate boca do ministro com manifestantes.   

 

 

No final da semana passada, o ministro se envolveu em uma polêmica com estudantes. Convocado pela UNE ( União Nacional dos Estudantes), eles protestavam em frente ao Ministério da Educação contra o projeto do governo Bolsonaro que instituirá a cobrança de mensalidades nas universidades públicas, quando foram agredidos por policiais militares com cassetetes e spray de pimenta.

 

Nas redes sociais, o ministro gravou um vídeo, ao lado de dois PMs, para dizer que os policias é que foram ‘covardemente’ agredidos pelos estudantes, e externou solidariedade aos militares. 

MINISTRO DA

 

Mas, durante o lançamento do novo programa “Future-se”, uma tentativa de privatizar as universidades públicas, o presidente da UNE, Lago Montalvão, não se intimidou e na presença de  Abraham Weintraub, no evento do MEC, disparou:

 

 “Ministro, cadê o dinheiro da Educação? O problema hoje é que a universidade não tem dinheiro para funcionar. Muitos estudantes estão desesperados porque não têm dinheiro para fazer pesquisa. Precisamos debater como devolver o dinheiro do contingenciamento”.

 

NOTA DA PREFEITURA DE SANTARÉM

A Prefeitura de Santarém vem a público informar que repudia qualquer ato de violência, intolerância politica ou de censura a pensamentos políticos.


Outrossim, solidariza-se ao Ministro da Educação Abraham Weintraub, que está como turista em Alter do Chão com sua família, desfrutando de férias, e foi hostilizado e insultado durante momento de descanso.


Santarém é uma cidade hospitaleira que sempre recebeu bem seus turistas e seus visitantes. Atos isolados não representam a conduta de nosso povo acolhedor.

 

Prefeitura de Santarém

Sobe Catracas

PASTORA LEAL, presidente do TRT/8ª Região

Desembargadora foi homenageada na sede do TST, em Brasília, com medalha da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho

Desce Catracas

JARDEL VASCONCELOS, prefeito de Monte Alegre (PA)

Conselho de Ética e Transparência Administrativa Municipal (Copetramma) protocolou pedido de cassação dele na Câmara por suposta fraude em licitação