DeAmazônia

MENU
Atualizado em 17/07/2019

Crédito Solidário abre inscrições para empreendedores do Alto Solimões

Cadastros serão feitos nos municípios de Tabatinga e Benjamin Constant

Crédito Solidário abre inscrições para empreendedores do Alto Solimões Iniciativa conta com o aporte de R$ 400 mil e estima 200 empreendedores. Foto: divulgação

DEAMAZÔNIA TABATINGA, AM - O Governo do Amazonas promove ações de cadastro para participação no Programa Crédito Solidário nos próximos dias 22 e 23 de julho, segunda e terça-feira, nos municípios de Tabatinga (a 1.108 quilômetros de Manaus) e Benjamin Constant (a 1.121 quilômetros da capital). A iniciativa visa fomentar o empreendedorismo nas duas localidades, situadas na região do Alto Solimões.

 

Em Tabatinga, o cadastro será realizado na sede do Centro de Treinamento Profissional Alto Solimões – Cetam, localizado na avenida Pernambuco, s/nº, Vila Militar. Já em Benjamin Constant, a ação acontece na sede do Centro Municipal de Informática – Cetam, na rua General Carrombert, s/nº, Centro. Nos dois locais, o cadastramento será no mesmo horário, das 8h30 às 16h30.

 

Os interessados deverão comparecer aos locais indicados munidos dos documentos originais e cópias do RG, CPF e comprovante de residência.

 

A iniciativa conta com o aporte de R$ 400 mil e estima 200 empreendedores sejam beneficiados com as linhas de financiamentos, que podem chegar até R$ 2 mil.

 

O programa do Governo do Estado é realizado por meio de parceria entre o Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) e a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), e visa o resgate social e econômico de pessoas em situação de vulnerabilidade.

Sobe Catracas

PASTORA LEAL, presidente do TRT/8ª Região

Desembargadora foi homenageada na sede do TST, em Brasília, com medalha da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho

Desce Catracas

JARDEL VASCONCELOS, prefeito de Monte Alegre (PA)

Conselho de Ética e Transparência Administrativa Municipal (Copetramma) protocolou pedido de cassação dele na Câmara por suposta fraude em licitação