DeAmazônia

MENU
Atualizado em 03/07/2019

Senador Omar Aziz defende PEC que autoriza acúmulo de cargos por militares

'Os policiais militares, devem ser valorizados e respeitados', afirma o senador

Senador Omar Aziz defende PEC que autoriza acúmulo de cargos por militares Senador Omar Aziz

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM  - Nesta quarta-feira (3), em discurso no Senado Federal, o senador Omar Aziz defendeu a promulgação da emenda constitucional de nº 101, que autoriza o acúmulo de cargos por policiais e bombeiros militares. A emenda permite que estes profissionais possam acumular cargos além dos quartéis, na área da educação e da saúde, desde que haja compatibilidade de horários.

 

De acordo com o senador amazonense, o militar, em especial os policiais militares, devem ser valorizados e respeitados. “O policial militar é um cidadão, como qualquer um de nós, que sofre, que tem angústias, mas que tem uma responsabilidade acima de qualquer outro tipo de atividade no Brasil”, destaca.

 

O senador lembrou que, quando governador Amazonas, elevou o salário dos policiais militares, tornando-o o mais alto do país. “Eu como governador, tive o prazer de elevar e colocar o Amazonas em primeiro lugar com o salário dos profissionais. Um coronel da polícia militar do estado do Amazonas tem uma remuneração acima da média de qualquer outro estado brasileiro”, disse.

 

Omar destacou ainda que os militares podem suprir a falta de professores no interior do estado. “O estado do Amazonas é muito grande, nós temos policiais em todos os municípios, mas não temos professores”. Por fim, se mostrou satisfeito com a promulgação da PEC. “Esperamos, que com essa alternativa a mais para os policiais, eles possam cada vez mais fazer um papel, não só de proteger a sociedade brasileira, mas também colaborar e contribuir com a educação dos jovens brasileiros”, finalizou o senador.

Sobe Catracas

RONAN MARINHO, artista parintinense

Idealizado por ele, projeto de animação audiovisual infantil, dos bois Garantido e Caprichoso, em formato Kids, será lançado em dezembro

Desce Catracas

HERIVÂNEO SEIXAS, prefeito de Humaitá

Concurso público da Prefeitura foi suspenso pela Justiça, após contratação de Instituto suspeito, para organizar o certame