DeAmazônia

MENU
Atualizado em 12/06/2019

Procon-AM apresenta medidas para punir prática abusiva de preço da gasolina

Órgão já notificou seis distribuidoras e 60 postos que praticam preços entre R$ 4,54 e R$ 4,58 por litro de gasolina comum.

Procon-AM apresenta medidas para punir prática abusiva de preço da gasolina gestor do Procon-AM, Jalil Fraxe. Foto: divulgação

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Para atender a reivindicação dos motoristas de aplicativos que se reuniram nesta terça-feira (11/06) na Assembleia Legislativa do Amazonas para pedir providências quanto à redução do valor do preço dos combustíveis, o Programa Estadual de Proteção e Orientação do Consumidor (Procon-AM) apresentou nesta mesma data as medidas que estão em andamento desde o último dia 4 (terça-feira) de julho.

 

O gestor do Procon-AM, Jalil Fraxe, destacou que o órgão já notificou seis distribuidoras de combustíveis e 60 postos que praticam preços entre R$ 4,54 e R$ 4,58 por litro de gasolina comum.

 

"Precisamos saber quem nessa cadeia do comércio de combustíveis não está repassando ao consumidor final, a redução da Petrobras que já está acumulada em 10%. O empresário de posto joga a responsabilidade para a distribuidora e vice-versa. Inclusive, recebemos a queixa de um empresário que nos relatou que a distribuidora onde ele compra combustível aumentou seis vezes o valor da gasolina no decorrer dessas duas últimas semanas ", aponta.

 

Fraxe também destaca a legalidade da atuação do Procon-AM e a falta de um parâmetro nacional para os preços que devem ser praticados, pois a lei, também protege o mercado e a livre concorrência.

 

"O que diz respeito ao Procon-AM, nessa questão, que é monitorar, notificar, apurar e se for necessário, autuar, está sendo realizado. Para comprovar abusividade ê necessario seguir a legalidade e para isso todas as distribuidoras foram notificadas, assim como alguns postos", explica.

 

O prazo para as distribuidoras apresentarem as notas fiscais e demais documentos que justifiquem o valor da venda é de cinco dias e o dos postos é de 48 horas.

Sobe Catracas

CAROL ALVES, fisiculturista

Atleta amazonense conquistou 4º lugar no Campeonato Internacional de Fisiculturismo Toronto Pro Show, no Canadá

Desce Catracas

NIVALDO AQUINO, presidente da Câmara de Óbidos (PA)

Ele e outro vereador foram denunciados no MPPA por serem os mandantes de perfuração de poços clandestinos, sem licença ambiental