DeAmazônia

MENU
Atualizado em 11/06/2019

Moro irá depor em Comissão do Senado no dia 19 de junho

O presidente da Casa, Davi Alcolumbre, fez o anúncio por meio do Twitter e publicou foto de ofício

Moro irá depor em Comissão do Senado no dia 19 de junho Sérgio Moro irá depor no Senado (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

DEAMAZÔNIA BRASÍLIA - O ministro da Justiça e Segurança Pública e ex-juiz Sérgio Moro, vai depor na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, na próxima quarta-feira (19/6), sobre o vazamento de conversas, neste domingo (9/6), dele com o procurador da República, Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato.

 

O presidente do Senado, David Alcolumbre (DEM-AC), confirmou a presença do ministro na Casa, por meio do Twitter e leu um ofício na sessão desta terça-feira (11/6) , entregue pelo líder do governo Bolsonaro na Casa, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), no qual Moro se coloca à disposição para ser ouvido. 

 

Em sua rede social, Alcolumbre publicou uma foto do documento com a legenda: “Tomei conhecimento por meio do líder do governo, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PB), que o ministro da Justiça e Segurança Pública, @SF_Moro, se dispõe a comparecer à CCJ do @SenadoFederal para prestar esclarecimentos sobre as últimas notícias veiculadas na imprensa.”

 

Segundo reportagem da Revista Veja, o ministro se antecipou a oposição e pediu para depor no Senado. Oposicionistas preparavam um requerimento para convocar Moro. 

 

Nas conversas que vazaram, publicadas pelo site “The Intercept”, Moro orienta Dallagnol sobre fases da Lava Jato e ambos planejam como impedir entrevista do ex-presidente Lula, dias antes das eleições 2018, por temerem uma possível vitória do PT.

 

No material, consta ainda que Dallagnol não tinha certeza sobre as provas contra Lula, no caso do tríplex do Guarujá, quadro dias antes de apresentar ao então juiz, Sérgio Moro.

Sobe Catracas

ANDRÉ CARIA, advogado

Foi nomeado para compor a Comissão de Análise dos processos do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB/AM, triênio 2019/2021

Desce Catracas

HAMILTON VILLAR, ex-prefeito do Careiro Castanho (AM)

Em menos de um mês, TCE-AM reprovou novamente as contas do ex-prefeito e condenou ele a devolver R$ 3,7 milhões