DeAmazônia

MENU
Atualizado em 06/06/2019

Aluna atira acidentalmente em colega, em escola de Manaus; professor foi preso com arma

Segundo a PM, a menor, autora dos disparos, levou à arma de casa para a escola

Aluna atira acidentalmente em colega, em escola de Manaus; professor foi preso com arma Aluna atira acidentalmente em colega, em escola de Manaus

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Uma adolescente de 15 anos atirou, acidentalmente, em uma colega de classe de 13, dentro da sala de aula, nesta quinta-feira (06/6), na Escola Estadual Socorro Pacheco Braga, localizada no Viver Melhor, bairro Lagoa Azul, Zona Norte de Manaus. Um professor de jiu-jitsu, identificado como Márcio da Cruz Glória, 38, foi preso após ser encontrado com a arma de fogo, no entanto, o revólver pertenceria a um ex-namorado de uma das menores.

 

Segundo a Polícia Militar, a aluna levou a arma de casa para a escola, e estava manuseando quando disparou sem intenção na amiga.

 

Ainda conforme a PM, o revólver foi abandonado no banheiro do educandário e o professor Márcio Glória, foi flagrado saindo do banheiro com a arma na cintura e foi encaminhado ao 26º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Ele alegou que estava indo levar o objeto à diretoria

 

A aluna de 13 anos foi ferida na perna, socorrida e encaminhada ao Hospital e Pronto Socorro Delphina Aziz. O estado de saúde da adolescente ainda não foi divulgado.

 

A menor que efetuou os disparos foi encaminhada à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai) para prestar esclarecimentos.

 

Em nota, a Secretaria de Educação do Estado (Seduc) informou que presta assistência às famílias e esclarece que caso é isolado. 

 

Leia na íntegra:

"A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM) informa que a adolescente de 13 anos, ferida com um tiro no pé acidentalmente durante ocorrência registrada na Escola Estadual Eliana Socorro Pacheco Braga, recebeu atendimento no Hospital e Pronto Socorro da Zona Norte, onde está em observação e consciente. O estado de saúde da adolescente é considerado estável. A adolescente de 15 anos, responsável por levar um revólver para a sala de aula que disparou acidentalmente, foi encaminhada para o 26º Distrito Integrado de Polícia (DIP) para registro do ato infracional análogo ao crime de porte de arma de fogo e lesão corporal.

 

Em depoimento, a adolescente disse que o disparo aconteceu enquanto ela mostrava a arma para os colegas e que, em seguida, foi com a arma para o banheiro, onde jogou no lixo. No entanto, policiais militares da 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), quando chegaram na escola, encontraram a pistola 380 que estava com a adolescente com um rapaz identificado como Mário Cruz Glória, que é voluntário de um projeto de jiu-jitsu. Ele também foi encaminhado para o 26º DIP onde está prestando depoimento. Ele disse que tinha a intenção de levar a arma até a gestão da escola.

 

A Seduc-AM ressalta que está prestando toda assistência às famílias das duas estudantes envolvidas na ocorrência. Destaca, ainda, que a ocorrência se trata de um caso isolado e que incialmente não há registro de qualquer motivação. Vale ressaltar que o atendimento pela Polícia Militar foi realizado em 7 minutos, graças à parceria de monitoramento e segurança com a Seduc-AM e não foi registrada ameaça a qualquer estudante da escola".

 

Sobe Catracas

SUSAN MONTEVERDE, jornalista

Parintinense vai representar o Brasil no Seminário Global de Salzburg (SGS), na Áustria, nos diálogos das áreas de Cultura, Artes e Sociedade.

Desce Catracas

CHICO ALFAIA, prefeito de Óbidos (PA)

MPF vai investigar prefeito por suposto desvio de recursos federais, repassados ao município pelo Ministério da Integração Nacional