DeAmazônia

MENU
Atualizado em 30/05/2019

Concurso do TJ-AM terá 160 vagas, sendo 140 para nível Médio

Banca organizadora será a Cebraspe; todas as vagas para nível Superior são para Manaus, enquanto haverá 13 vagas para o interior para cargos de nível Médio

Concurso do TJ-AM terá 160 vagas, sendo 140 para nível Médio O Edital do certame deve ser lançado no início do 2º semestre de 2019 e as provas, aplicadas até o final do ano.

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Yedo Simões afirmou que o próximo concurso público para o Judiciário Estadual oferecerá 160 vagas para provimento imediato além de formação de cadastro de reserva. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (30) durante a assinatura do contrato com a banca que organizará o certame: o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe).

 

O Edital do certame deve ser lançado no início do 2º semestre de 2019 e as provas, aplicadas até o final do ano.

 

Conforme o presidente da Corte, o concurso público abrangerá Capital e Interior, com a oferta de 160 vagas, sendo 140 para o cargo de Assistente Judiciário (Nível Médio) e 20 para o cargo de Analista Judiciário (Nível Superior).

 

Conforme o presidente da Corte, o concurso público abrangerá Capital e Interior, com a oferta de 160 vagas, sendo 140 para o cargo de Assistente Judiciário (Nível Médio) e 20 para o cargo de Analista Judiciário (Nível Superior).

 

Das 140 vagas para o cargo de Assistente Judiciário (Nível Médio), 127 serão designadas para atuação na Comarca de Manaus e 13 vagas para atuação no interior, sendo 7 vagas para a Sub-Região do Alto Solimões (abrangendo as Comarcas de Atalaia do Norte, Benjamin Constant, São Paulo de Olivença, Santo Antônio do Içá, Tabatinga e Amaturá) e 6 vagas para a Sub-Região do Baixo Amazonas (abrangendo as Comarcas de Parintins, Barreirinha, Boa Vista do Ramos, Nhamundá, São Sebastião do Uatumã e Urucará).

 

As duas Sub-Regiões (Alto Solimões e Baixo Amazonas) eram as únicas – de um total de 9 – que não haviam sido contempladas pelo último concurso público regionalizado realizado pelo Tribunal.

 

Vagas Capital

 

Na capital, as 127 vagas para o cargo de Assistente Judiciário (Nível Médio) serão designadas para as funções: Sem especialidade (100 vagas); Programador (10 vagas); Suporte ao Usuário de Informática (15 vagas) e Técnico de Segurança do Trabalho (2 vagas).

 

Ainda para a capital, as 20 vagas para o cargo de Analista Judiciário (Nível Superior) serão para as funções de: Analista de Sistemas (5 vagas); Arquivologia (1 vaga); Biblioteconomia (1 vaga); Contabilidade (3 vagas); Direito (2 vagas); Engenharia Civil (2 vagas); Estatística (1 vaga); Médico do Trabalho (1 vaga); Psicologia (2 vagas) e Serviço Social (2 vagas).

 

Vagas Interior

 

Para o interior do Estado, das 7 vagas para o cargo de Assistente Judiciário para a Sub-Região do Alto Solimões, 6 foram estipuladas para o cargo de Assistente Judiciário Geral e 1 vaga para Suporte ao Usuário de Informática.

 

Já das 6 vagas para a Sub-Região do Alto Solimões, 5 são para Assistente Judiciário (Geral) e 1 para Suporte ao Usuário de Informática.

 

Etapas do concurso e valores das taxas

 

O concurso será organizado em duas etapas, sendo a primeira etapa consistindo em Prova Objetiva, seletiva de itens do tipo “certo” ou “errado” e a segunda etapa consistindo em Avaliação de Títulos (somente para os cargos de Analista Judiciário/Nível Superior), de responsabilidade do CEBRASPE.

 

Com data ainda a ser definida, as Provas Objetivas para os cargos de Assistente Judiciário e de Analista Judiciário, tanto para provimento na capital quanto no interior, deverão ser aplicadas no mesmo dia (em um domingo), porém em turnos diversos.

 

Os candidatos que concorrerão às vagas para a Sub-Região do Alto Solimões deverão realizar as provas exclusivamente no município de Tabatinga e os que concorrerão às vagas para a Sub-Região do Baixo Amazonas deverão realizar as provas exclusivamente em Parintins.

 

O valor da taxa de inscrição para o cargo de Assistente Judiciário (Nível Médio) deverá ser fixado em R$ 90,00 e em R$ 150,00 para o cargo de Analista Judiciário (Nível Superior).

 

Qualificação do quadro

 

O presidente do TJAM afirmou, durante a entrevista coletiva, que com o concurso público a atual gestão do Tribunal objetiva a qualificação de seu quadro funcional. “Estamos anunciando o concurso com a perspectiva de qualificar nosso quadro de pessoal. Antes deste anúncio, uma comissão preparatória realizou estudos detalhados focando a necessidade funcional do Judiciário sob a perspectiva de nossa previsão orçamentária, chegando a este número de vagas (160) e aos cargos ofertados”, afirmou o desembargador Yedo Simões, citando que ao lançar o concurso público, dá cumprimento a uma meta anunciada no dia de sua posse como presidente do TJAM, há menos de um ano, em 4 de julho de 2018.

 

Yedo Simões destacou, também, o grau de experiência da instituição contratada para organizar o certame. “O Cebraspe tem vasta experiência no segmento de concursos públicos e temos a convicção de que seus técnicos prezarão pela qualidade na elaboração das provas e pela seguridade de todos as providências que envolvem a aplicação das avaliações”, apontou o magistrado.

 

Presente na coletiva de imprensa, o coordenador de negócios do Cebraspe, José Otávio Guimarães, falou do compromisso da banca com o cumprimento de todos os termos contratuais e destacou a experiência acumulada do Centro. “Como em todos os concursos públicos pela nossa instituição organizados, nos empenharemos para atender com qualidade, rigor e idoneidade ao Tribunal de Justiça do Amazonas”, apontou o representante do Cebraspe, reforçando que a instituição acumula experiências exitosas, dentre as quais a de aplicação e correção do Enem.

Resumo

Sobe Catracas

ENNIO CANDOTTI, diretor do Museu da Amazônia (Musa)

Professor receberá nesta quarta (21), na Aleam, o Título de Cidadão do Amazonas

Desce Catracas

RODRIGO TOBIAS, secretário de Saúde do AM

Serviço de aerotaxí com UTI móvel para transportar doentes do interior para Manaus não funciona, com implantação do sistema via internet