DeAmazônia

MENU
Atualizado em 20/05/2019

Helicópteros da Marinha auxiliam nas buscas por criança desaparecida no rio, em Nhamundá (AM)

Buscas serão intensificadas durante o dia de hoje (20); naufrágio aconteceu na madrugada de domingo (19)

Helicópteros da Marinha auxiliam nas buscas por criança desaparecida no rio, em Nhamundá (AM) Marinha vai intensificar as buscas por Vitória Gonçalves, 9 anos (Foto: Reprodução)

DEAMAZÔNIA NHAMUNDÁ, AM - A Marinha do Brasil, por intermédio do 9° Distrito Naval, com o apoio do Corpo de Bombeiros, informou que continua com as buscas pela menina Vitória Gonçalves, de 9 anos, que desapareceu no Rio Amazonas, na madrugada deste domingo (19/5), nas águas do Paraná do Aduacá, após a lancha que ela viajava com a família naufragar, próximo a comunidade do Laguinho, no município de Nhamundá (a 375 quilômetros de Manaus).

 

Segundo a Marinha, as buscas serão intensificadas durante a manhã desta segunda-feira (20/5). Foram encaminhados ao local aeronaves do 3º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral da Marinha do Brasil, para auxiliar nas buscas, durante todo o dia de hoje.

 

A menina Vitória viajava com os pais e a irmã, em uma lancha voadeira, quando uma outra lancha maior e em alta velocidade passou e fez arrebentar o cabo do volante do motor, fazendo a embarcação da família emborcar.

 

A lancha maior voltou e prestou socorro aos pais e a irmã de Vitória, mas a menina já havia desaparecido.

 

Os trabalhos de busca pelas vítimas do naufrágio começaram com Equipe de Busca e Salvamento da Agência Fluvial de Parintins ainda durante a manhã de domingo (19). 

 

A Marinha do Brasil instaurou inquérito para apurar as causas, circunstâncias e possíveis responsabilidades pelo acidente.

Sobe Catracas

CAROLINE BRAZ, secretária de Direitos Humanos do AM

Pela primeira vez, Amazonas aderiu a campanha nacional "Não é Não", contra o assédio, com ações por todo o estado no Carnaval 2020

Desce Catracas

VILSON GONÇALVES, prefeito de Aveiro (PA)

Virou alvo da Justiça em processo criminal acusado de recolher ICMS de mercadoria para exportação sem comprovar para Sefa saída do produto