DeAmazônia

MENU
Atualizado em 15/05/2019

Municípios do AM recebem do Governo R$ 17,5 milhões do FTI para área da saúde

Esta é a primeira parcela do Fundo, que possui o valor total de R$ 70 milhões

Municípios do AM recebem do Governo R$ 17,5 milhões do FTI para área da saúde Governador Wilson Lima (PSC), em coletiva sobre FTI (Foto: Bruno Zanardo/Secom)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O Governo do Amazonas liberou, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), nesta quarta-feira (15/05), a primeira parcela do total de R$ 70 milhões do Fundo de Fomento, Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI) destinado, em 2019, para custeio de despesas na área de saúde nos municípios do interior.

 

Nesta primeira parcela, foram liberados R$ 17,5 milhões. Todos os 61 municípios do interior foram beneficiados, com valores que variam de R$ 142.985,56 a R$ 1.966.795,43.

 

“No momento em que houve a aprovação por parte da Assembleia Legislativa, de que parte desses recursos do FTI seriam para pagamento da saúde, houve também esse compromisso firmado junto com prefeitos e deputados de que 20% seriam destinados aos municípios do interior e isso a gente está fazendo hoje. Nós estamos liberando R$ 17,5 milhões, inclusive, está disponível no site do Governo dos valores que cada município vai receber”, afirmou o governador Wilson Lima.

 

A destinação dos recursos foi possível graças à aprovação pela Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM) da Lei nº 4.791 de 27 de fevereiro de 2019, encaminhada pelo Governo do Estado alterando lei de 2003, que regulamentava a política estadual de incentivos fiscais e extrafiscais nos termos da Constituição do Estado. Tratou-se de uma das primeiras medidas do governador Wilson Lima para procurar sanar o grave cenário encontrado na área da saúde no Amazonas.

 

De acordo com o parágrafo 7º, do artigo 43-A da Lei nº 4.791, ficou assegurada a destinação de até 40% da dotação inicial dos recursos do FTI para área da Saúde, dos quais 20% para aquisição de equipamentos, materiais permanentes ou custeio para municípios do interior proporcional ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e 80% para o pagamento de terceirização de mão de obra.

 

A lei estabelece ainda que, havendo excesso de arrecadação, serão destinados até 10% deste excedente para os municípios do interior em caráter complementar. “A liberação desse recurso é importante por beneficiar todos os municípios do interior do Estado. Antes, os recursos do FTI só ficavam na capital”, destacou o secretário do interior da Susam, Cássio Roberto. 

 

Terceirizadas

O remanejamento de 40% do FTI para a saúde do Amazonas, no total de R$ 350 milhões, aprovado pela ALE-AM em fevereiro também destinou R$ 280 milhões para o pagamento de parte da dívida de empresas terceirizadas de mão-de-obra, contratadas pela Susam, um dos principais problemas encontrados pelo novo Governo.

 

Sobe Catracas

UÁLAME MACHADO, secretário de Segurança Pública do Pará

Polícia desvendou em cinco dias chacina ocorrida em Belém, no domingo (19), que resultou na morte de 11 pessoas

Desce Catracas

AFRÂNIO PEREIRA JUNIOR, major da PM aposentado

Secretário de Articulação Política do prefeito de Manacapuru, Beto D'Ângelo, agrediu com socos e chutes, moradores que protestavam por ruas esburacadas