DeAmazônia

MENU
Atualizado em 15/05/2019

PF cumpre 12 mandados de prisão por tráfico internacional de drogas no AM

Organização criminosa no Amazonas tinha ramificações na Colômbia e Peru

PF cumpre 12 mandados de prisão por tráfico internacional de drogas no AM Em maio de 2018, no decorrer da investigação criminal foram presos em flagrante delito cinco colombianos e dois brasileiros

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - A Polícia Federal cumpriu na manhã desta quarta-feira(15/05) 10 mandados de prisão preventiva, dois mandados de prisão temporária, quatro mandados de busca e apreensão em Manaus e na Região do Alto Solimões.

 

A operação denominada “Arcanjo’ teve como objetivo desarticular uma organização criminosa transnacional, voltada para o tráfico internacional de drogas e a lavagem de dinheiro no Estado do Amazonas, com ramificações na Colômbia e Peru.

 

Os presos tiveram ainda bens e imóveis bloqueados pela Justiça Federal, que foram adquiridos com os recursos obtidos a partir do tráfico internacional de drogas. Os nomes dos acusados não foram divulgados pela PF.   

 

Após exausta investigação a Polícia Federal identificou os responsáveis pela droga e o modos operandi como recebiam e repassavam a droga no Amazonas.

 

De acordo com os agentes federais quadrilha adquiria a droga diretamente com o fornecedor, na Colômbia, e a introduzia no território brasileiro com o uso de embarcações que a transportava os entorpecentes pela calha do Rio Solimões, até a cidade de Manaus/AM.

 

Em maio de 2018, no decorrer da investigação criminal foram presos em flagrante delito cinco colombianos e dois brasileiros, oportunidade em que foram apreendidos aproximadamente 567 Kg de maconha e 64 Kg de cocaína.

 

Os envolvidos responderão pelos crimes de organização criminosa, tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro.

 

Sobe Catracas

UÁLAME MACHADO, secretário de Segurança Pública do Pará

Polícia desvendou em cinco dias chacina ocorrida em Belém, no domingo (19), que resultou na morte de 11 pessoas

Desce Catracas

AFRÂNIO PEREIRA JUNIOR, major da PM aposentado

Secretário de Articulação Política do prefeito de Manacapuru, Beto D'Ângelo, agrediu com socos e chutes, moradores que protestavam por ruas esburacadas