DeAmazônia

MENU
Atualizado em 14/05/2019

São Gabriel da Cachoeira receberá 18 escolas indígenas, diz MEC

Construção de 50 unidades estão programadas para a região, incluindo Santa Isabel do Rio Negro e Barcelos

São Gabriel da Cachoeira receberá 18 escolas indígenas, diz MEC Equipe realizou visita em São Gabriel da Cachoeira. Foto: divulgação

DEAMAZÔNIA SÃO GABRIEL DA CACHOEIRA, AM – O Ministério da Educação (MEC) anunciou a construção de 18 novas escolas indígenas em São Gabriel da Cachoeira, município localizado a 850 quilômetros da capital do Amazonas, Manaus. Duas das obras têm início em junho e fazem parte de um total de 50 unidades programadas para a região, incluindo os municípios de Santa Isabel do Rio Negro e Barcelos.

 

O anúncio foi feito durante visita interministerial a São Gabriel da Cachoeira, onde mais de 90% da população é indígena. Além do MEC, o evento contou com a presença da Secretaria de Governo, da Fundação Nacional do Índio (Funai) e dos ministérios da Saúde e do Meio Ambiente.

 

“Hoje as escolas indígenas da região são muito antigas e/ou muito precárias”, ressalta Bernardo Goytacazes, secretário de Modalidades Especializadas de Educação (Semesp), do MEC. “Agora a construção vai seguir um novo modelo, levando em conta elementos regionais, respeitando as conversas que tivemos com a comunidade. A criação do modelo das escolas foi bem participativo, entre eles, o MEC e o FNDE”, disse.

 

Segundo o secretário, as reuniões são realizadas desde 2018, mas foram intensificadas em 2019 para entregar uma melhor educação à comunidade indígena da região o mais rápido possível.

 

“Várias reuniões anteriores foram realizadas no local, inclusive com a participação do FNDE. Tivemos sempre a participação de mais de 23 lideranças indígenas da região e conversamos muito com a comunidade até chegar a um projeto final de escola, de estrutura”, destaca Goytacazes.

 

Para Bernardo, o mais importante da visita dos ministérios aos três municípios foi a interação com uma comunidade que está no extremo do País. “Esses municípios estão na divisa do Brasil, e foi importante ter a presença de vários ministérios lá, mostrando que o investimento que o governo vem fazendo em educação básica é para todos, onde quer que os brasileiros estejam”, pontua. “A ideia é realmente investir cada vez mais na educação básica de todo o País, onde quer que o aluno esteja, seja com infraestrutura, formação ou trabalho”.

 

O próximo passo para o avanço da qualidade da educação indígena será a 1º Audiência Pública sobre o Plano Nacional de Educação Escolar Indígena (PNEEI), no próximo dia 23, em Manaus.

Sobe Catracas

UÁLAME MACHADO, secretário de Segurança Pública do Pará

Polícia desvendou em cinco dias chacina ocorrida em Belém, no domingo (19), que resultou na morte de 11 pessoas

Desce Catracas

AFRÂNIO PEREIRA JUNIOR, major da PM aposentado

Secretário de Articulação Política do prefeito de Manacapuru, Beto D'Ângelo, agrediu com socos e chutes, moradores que protestavam por ruas esburacadas