DeAmazônia

MENU
Atualizado em 13/05/2019

Semana de Museus no Pará evidencia o universo simbólico e cultural dos rios

Programação ocorre de 13 a 19 de maio, com diversas atividades em todo o Estado

Semana de Museus no Pará evidencia o universo simbólico e cultural dos rios Museu do Estado do Pará terá oficinas na programação. Foto: divulgação/AGÊNCIA PARÁ

DEAMAZÔNIA BELÉM, PA - Em uma parceria inédita, a programação da Semana Nacional de Museus - que chega a sua 17ª edição - foi construída no Pará pelo Sistema Integrado de Museus e Memoriais (SIMM), Museu Paraense Emílio Goeldi e o curso de Museologia da Universidade Federal do Pará (UFPA). O evento foi idealizado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) para celebrar o Dia Internacional de Museus – 18 de Maio. A programação ocorrerá no período de 13 a 19 de maio (segunda-feira a domingo) e contabiliza 1.114 instituições culturais inscritas, nas cinco regiões do País, sendo 48 espaços na Região Norte.

 

A 17ª Semana Nacional de Museus terá como tema "Museus como Núcleos Culturais: o Futuro das Tradições", a fim de debater o papel dos museus como centros emanadores e receptores de práticas, costumes e pensamentos de nossa cultura. A partir desse horizonte temático, no Pará os organizadores elegeram o rio como esse ente que penetra todo o universo simbólico e cultural da nossa região, e ainda por ter uma presença mais potente, definiram como subtítulo "O rio e suas narrativas: movimento e permanência das tradições". O eixo central da programação aborda o imaginário e o arquétipo do rio e a tradição ribeirinha enquanto identidade cultural, valorizando o afloramento da identidade paraense.

 

De acordo com Armando Sobral, diretor do SIMM, os rios com suas capilaridades nutrem nossas cidades, integrando pessoas e servindo de base para um programa colaborativo de trabalho. "A ideia é transformar o SIMM, tirá-lo desse papel de entidade reativa, para um conceito mais próximo, com ações integradas, cooperações técnicas e de iniciativas de construção das políticas museais", informou Armando Sobral.

 

Na conferência de abertura “O rio e suas narrativas”, nesta segunda-feira (13), às 18h30, na Igreja de Santo Alexandre, o palestrante será Agenor Sarraf, doutor em História Social.

 

Programação

 A 17ª Semana Nacional de Museus, com eventos em todo o Brasil, é uma temporada cultural promovida pelo Ibram. No Pará, a realização é do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura (Secult), em parceria com a UFPA e Museu Goeldi, com apoio das prefeituras de Santarém e Cachoeira do Arari.

 

Na programação haverá contação de história, várias oficinas - entre elas a de montagem de maquete -, exposições, exibição de filmes, atividades educativas, troca de livros e outras ações.

 

Igreja de Santo Alexandre

Dia 13/05 - às 18h30 - Conferência de abertura - "O rio e suas narrativas"

Dia 14/05 - às 19 h - Recital de Música Clássica

Dia 15/05 - às 18 h - Audição musical das folias e da ladainha em louvor a São Sebastião "Viva o Glorioso São Sebastião!”

Dia 16/05 - Das 18h30 às 21h30 - Seminário Rios de Sensações e Memórias

 

Museu do Estado do Pará (MEP)

De 13 a 18/05 – das 10 às 17 h - Troca-troca de leitura

De 13 a 17/05 – das 15 às 17 h – e dia 18/05 – das 10 às 12 h, e das 15 às 17 h - Oficina "O rio e suas representações em HQ"

Dias 16 e 17/05 - às 15 h, e dia 18/05 - às 10 h - Oficina de montagem de maquetes do patrimônio histórico de Belém

De 18/05 - às 8 h - Percurso Patrimonial "Topografia das memórias". Saída do MEP com destino ao Museu do Forte

 

Museu do Forte

De 13 a 19/05 - às 10 h e às 17 h, e dia 18/05 - às 17 h - Exposição coletiva a céu aberto "Um rio das onze"

De 14/05 a 17/05 – das 14 às 17 h - Oficina Mídia Pedagógica dos Sítios Arqueológicos do Arquipélago do Marajó

De 14/05 a 19/05 – das 10 às 17 h, e das 19 às 22 h - Exibição do curta-metragem “Carta a um Cabano”

 

Galeria Fidanza

Dia 17/05 – das 15 às 18 h - Palestra "Usos contemporâneos da memória e da tradição: museus, fazeres e patrimônio". Programação organizada pelo Departamento de Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural (DPHAC)

Dia 14/05 – das 10 às 16 h - Exposição Tradição das Águas

 

Mercado do Porto do Sal

Dia 14/05 - às 8 h - Percurso Patrimonial "Topografia das memórias". Saída do Mercado do Porto do Sal com destino ao Museu do Forte

Dia 19/05 – das 09 às 17 h - Oficinas de Tipografia Naval e Livro Artesanal "Histórias de rio"

 

Mangal das Garças

Dias 18 e 19/05 – das 09 às 12 h - Palestra e feirinha "Brinquedos de Miriti: Tradição e arte"

 

Espaço São José Liberto

Dia 19/05 – às 10 h - Contação de História para o público infantil

 

Parque Zoobotânico do Museu Paraense Emílio Goeldi

Dias 14 e 15/05 – das 09h30 às 10h30 - Uma viagem de descobertas pelos rios e tradições no Museu Goeldi

Dia 14/05 – às 14 h - Roda de conversa sobre a importância dos rios urbanos

Dia 15/05 – das 14 às 16 h - Museologia da UFPA em fluxo

 

Cachoeira do Arari – Arquipélago do Marajó

Dia 13/05 – às 10 h - Ações para ampliação e fortalecimento das redes de cooperações museológicas no Pará: a salvaguarda da memória, das tradições e do Patrimônio Cultural nos Museus

 

Theatro Victória - Santarém (oeste do Pará)

Dias 14 e 15/05 – das 16 às 18 h - Ações para ampliação e fortalecimento das redes de cooperações museológicas no Pará: a salvaguarda da memória, das tradições e do Patrimônio Cultural nos Museus.

Sobe Catracas

RONAN MARINHO, artista parintinense

Idealizado por ele, projeto de animação audiovisual infantil, dos bois Garantido e Caprichoso, em formato Kids, será lançado em dezembro

Desce Catracas

HERIVÂNEO SEIXAS, prefeito de Humaitá

Concurso público da Prefeitura foi suspenso pela Justiça, após contratação de Instituto suspeito, para organizar o certame