DeAmazônia

MENU
Atualizado em 11/05/2019

Luciano Huck é detonado por fãs de Carlos Bolsonaro nas redes sociais

O político publicou notícia acusando o apresentador de ter comprado um jatinho com dinheiro público

Luciano Huck é detonado por fãs de Carlos Bolsonaro nas redes sociais Luciano Huck é detonado por fãs de Carlos Bolsonaro nas redes sociais (Foto © Divulgação / TV Globo)

Nesta quinta-feira (9), o vereador Carlos Bolsonaro causou em verdadeiro alvoroço nas redes sociais ao compartilhar uma notícia falsa envolvendo o apresentador Luciano Huck. O filho do presidente decidiu criticar o contratado da Globo após o famoso fazer críticas ao governo de seu pai.

 

 

Luciano Huck participou de uma palestra na Brazil Conference, em Boston, nos Estados Unidos, onde acabou criticando algumas decisões do governo. “Não existe salvador da pátria. Precisamos organizar nossas ideias para colocar as melhores soluções em prática”, disse e continuou: “Educação é a solução. É só colocar em prática. Infelizmente não é o que a gente está vendo do nosso ministro da Educação”, completou.

 

Após a repercussão da declaração de Huck, Carlos compartilhou uma fake news envolvendo o artista em suas redes: “Bolsonaro descobre que Huck abocanhou 20 milhões do MEC. Comprou até jatinho”, publicou se referindo a ONG Instituto Criar, do global. No entanto, os seguidores do político começaram a atacar o apresentador nas redes sociais e inundaram a página de Huck com críticas.

 

Porém, a informação divulgada por Carlos não é verdadeira, uma vez que o próprio MEC desmentiu a informação e alegou que não faz repasse de valores através da Lei Rouanet. Já sobre o jatinho, o apresentador comprou através de um empréstimo bancário, sem verba do governo.

Por NOTÍCIAS AO MINUTO

Sobe Catracas

ADRIANE GISELE SÁ, professora da rede municipal de Santarém (PA)

Vencedora do Prêmios 'Professores do Brasil' vai ao Canadá, representar o Pará em evento com demais ganhadores 

Desce Catracas

IVON RATES, prefeito de Envira/AM

Prefeito recebeu R$ 14 milhões do Estado para asfaltar ruas, não realizou obras e Justiça determinou pavimentação imediata