DeAmazônia

MENU
Atualizado em 10/05/2019

Meta do Governo do Amazonas é capacitar até 10 mil servidores em 2019, diz Wilson

Governo lança Cursos da Escola Governar que visa tornar serviços públicos mais eficiente

Meta do Governo do Amazonas é capacitar até 10 mil servidores em 2019, diz Wilson Governador Wilson Lima lança Escola Governar, em Manaus

 

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O Governo do Amazonas lançou, nesta sexta-feira (10/5), o Catálogo de Cursos da Escola Governar, que traz o calendário programático de todas as atividades de capacitação e aperfeiçoamento dos servidores públicos até o fim desse ano. Coordenada pela Secretaria de Estado de Administração e Gestão (Sead), a Escola Governar tem a meta de triplicar a quantia de capacitações oferecidas, chegando a mais de 10 mil servidores públicos beneficiados. A solenidade de lançamento do catálogo contou com a presença do governador do Estado, Wilson Lima, e aconteceu no auditório da sede do Governo.

 

“Estamos trabalhando muito para que os serviços públicos possam se tornar eficientes e isso passa pela modernização de processos, o que não é tão simples. É um processo demorado e difícil, porque há uma cultura administrativa que perdurou por muito tempo e nós temos o dever de entender que os tempos são outros, as práticas são outras e as necessidades e a maneira como a população se comunica são diferentes. O poder público tem que acompanhar essas novas demandas”, afirmou o governador.

 

Wilson Lima destacou que a qualificação é importante para tornar os serviços públicos mais eficientes para que, efetivamente, atendam os anseios da população. “É importante que o servidor público tenha a oportunidade de se qualificar para que a gente possa cada vez mais prestar um serviço de excelência à população, que é o nosso patrão. São para essas pessoas que nós trabalhamos”, completou Wilson Lima.

 

“A Escola está voltada para a melhoria de qualidade do serviço público prestado à população e, por isso, busca promover a formação e o desenvolvimento de competências do servidor público. Ela faz parte de um novo modelo de governar, alinhada às diretrizes de um Governo austero, transparente e voltado para o bem comum”, destacou a secretária da Sead, Inês Carolina Simonetti.

 

De acordo com a secretária da Sead, esse ano, a meta também é alcançar um maior número de servidores do interior do Estado. “A Escola tem por missão capacitar, formar e valorizar o servidor público da capital e do interior do Estado. Nossa meta para esse ano é chegar o mais próximo do servidor público do interior, através do ensino à distância, em parceria com as plataformas da Universidade do Estado do Amazonas”, explicou Inês Simonetti.

 

Além do calendário programático completo das atividades previstas, com informações de carga horária e modalidade, o catálogo de 60 páginas é composto por um manual de instrução a respeito dos procedimentos relativos ao cadastro, inscrição e certificação dos servidores e calendário de ações do Programa Vida Ativa.

 

Demandas - A coordenadora da Escola Governar, Juliana Peixoto, informou que as atividades, como workshops, palestras, cursos e oficinas, são definidas de acordo com as necessidades de treinamento e desenvolvimento do Poder Executivo. “Nossa visão é ser referência em Escola de Governo, como modelo de excelência e inovação”, destacou Juliana.


Os cursos ofertados ao logo do ano e apresentados no catálogo são uma demanda dos próprios servidores. Eles foram mapeados durante uma pesquisa de Levantamento de Necessidades de Treinamento e Desenvolvimento (LNTD), realizada este ano, que buscou ouvir todos os órgãos e entidades que compõem a estrutura do Governo do Amazonas. Quase 100 questionários foram respondidos.

 

Planejamento estratégico e governança; orçamento e finanças; gestão estratégica de pessoas; gestão da logística pública e patrimônio; tecnologia da informação e comunicação; gestão de projetos e processos são exemplos das demandas apontadas e que serão atendidas pela Escola Governar em 2019.

 

No primeiro trimestre desse ano já foram disponibilizadas cerca de 800 vagas em atividades da escola. A participação dos servidores cresceu 70% em relação ao mesmo período de 2018. Em 2019, também foi dada continuidade aos módulos do programa de MBA em parceria com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA). São 100 alunos divididos em duas turmas e os servidores são aperfeiçoados nas áreas de Gestão Pública e Planejamento Governamental com foco em Orçamento Público.

 

A escola realiza ações em parcerias com outros órgãos e entidades do Governo e, ainda, com instituições particulares, como a recente parceria com as faculdades Santa Tereza e Martha Falcão.

 

Como participar da Escola Governar - Os servidores públicos que desejam se capacitar por meio da escola devem, primeiramente, realizar o seu cadastro na plataformawww.escolagovernar.am.gov.br, utilizando o seu número de matrícula e gerando um perfil individual.

 

Com esse perfil, o servidor pode realizar a sua pré-inscrição nas atividades disponíveis. Essa pré-inscrição será apreciada e validada pelo agente governar. Cada órgão ou entidade do governo tem um servidor que atua como agente. Ele é uma ponte entre a Escola Governar e os demais servidores dos órgãos e entidades.

 

Além de facilitar o processo de cadastramento e inscrição, a plataforma da escola, própria para o ensino, disponibiliza diversas outras funções, como acesso ao material de apoio, a possibilidade de gerar um comprovante de inscrição e um certificado de conclusão, ambos controlados por chaves de acesso únicas. Por meio dessa plataforma, há, também, diversos cursos em Ensino à Distância (EAD). Trata-se de parceria com a Escola Virtual de Governo (EVG). Na plataforma é possível ter acesso, ainda, a gravações das palestras realizadas anteriormente, chats e fóruns específicos para os alunos de cada atividade.

Fotos: Bruno Zanardo e Diego Peres / Secom

Sobe Catracas

ADRIANE GISELE SÁ, professora da rede municipal de Santarém (PA)

Vencedora do Prêmios 'Professores do Brasil' vai ao Canadá, representar o Pará em evento com demais ganhadores 

Desce Catracas

IVON RATES, prefeito de Envira/AM

Prefeito recebeu R$ 14 milhões do Estado para asfaltar ruas, não realizou obras e Justiça determinou pavimentação imediata