DeAmazônia

MENU
Atualizado em 03/05/2019

Prefeito de Parintins anuncia reajuste salarial para servidores efetivos e estatutários

Dentre as melhorias estão o reajuste salarial de 3,75%, progressão e adicional de escolaridade

Prefeito de Parintins anuncia reajuste salarial para servidores efetivos e estatutários Prefeito reuniu com os servidores nesta sexta-feira (03)

DEAMAZÔNIA PARINTINS, AM - O prefeito de Parintins, Bi Garcia, reuniu nesta sexta-feira, 03 de maio, com servidores efetivos e estatutários da Prefeitura de Parintins. O intuito do encontro foi anunciar uma série de melhorias salariais para os funcionários.

 

Dentre as melhorias estão o reajuste salarial de 3,75%, progressão e adicional de escolaridade (10% para graduação e 15% para pós-graduação). As mudanças seguem o que rege o Estatuto do Servidor Público Municipal de Parintins.

 

Para o prefeito Bi Garcia, o reajuste salarial é uma escolha da administração para prestigiar o servidor público, seguindo a política de valorização estabelecida pelo governo. “Através do diálogo, entendimento, olhando a contabilidade, olhando a aplicação dos recursos, foi possível a gente dar esse aumento para os nossos funcionários que passaram em concurso público e outros que garantiram seus direitos através da estabilidade”, acrescenta o prefeito.

 

O servidor Wanderley Silva salienta que a categoria discutia as melhorias junto à municipalidade há pouco tempo e demonstra satisfação com o anúncio feito pelo prefeito Bi Garcia. “Recebemos esse anúncio com muita alegria. Estamos à frente da nossa comissão há mais ou menos um mês e meio, e graças a Deus não demorou tanto para termos uma resposta devido ao diálogo que tivemos com a comissão da Prefeitura”, finaliza.

 

Sobe Catracas

RONAN MARINHO, artista parintinense

Idealizado por ele, projeto de animação audiovisual infantil, dos bois Garantido e Caprichoso, em formato Kids, será lançado em dezembro

Desce Catracas

HERIVÂNEO SEIXAS, prefeito de Humaitá

Concurso público da Prefeitura foi suspenso pela Justiça, após contratação de Instituto suspeito, para organizar o certame