DeAmazônia

MENU
Atualizado em 30/04/2019

UFAM lança processo seletivo com 17 vagas para professor substituto

Vagas para Manaus, Itacoatiara e Humaitá; confira o edital

UFAM lança processo seletivo com 17 vagas para professor substituto Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Foto: Reprodução

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) divulga a abertura do edital de Processo Seletivo Simplificado para a contratação, em caráter temporário, de 17 professores substitutos (Edital 39, de 26 de abril de 2019) para atender demandas de Unidades Acadêmicas da capital e do interior.

 

Unidades Acadêmicas contempladas

Na capital, a Faculdade de Letras (FLET), a Faculdade de Medicina (FM), a Faculdade de Tecnologia (FT) e o Instituto de Ciências Biológicas (ICB) são as Unidades Acadêmicas contempladas pelo Processo Seletivo. Fora da sede, o Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia de Itacoatiara (ICET) e o Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente de Humaitá (IEAA) são as Unidades Acadêmicas contempladas pelo Edital.

 

Inscrições

 As inscrições para o Processo seletivo deverão ser realizadas somente pela internet no endereço eletrônico da Pró-reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp), no campo "Desenvolvimento de Pessoas", "Concursos e Seleções", "Processos Seletivos”, em área destinada a este edital.

 

O valor da inscrição no processo seletivo simplificado varia de R$ 90,00 a R$ 180,00, de acordo com a titulação exigida para a área de conhecimento a que o candidato pretende concorrer e a respectiva carga horária de trabalho.

 

A previsão é que a aplicação da Prova Didática seja realizada no dia 17/05/2019, podendo esta data ser alterada no interesse da Unidade. Para mais informações, acesse o Edital completo.

Sobe Catracas

PASTORA LEAL, presidente do TRT/8ª Região

Desembargadora foi homenageada na sede do TST, em Brasília, com medalha da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho

Desce Catracas

JARDEL VASCONCELOS, prefeito de Monte Alegre (PA)

Conselho de Ética e Transparência Administrativa Municipal (Copetramma) protocolou pedido de cassação dele na Câmara por suposta fraude em licitação