DeAmazônia

MENU
Atualizado em 22/04/2019

Prefeito de Nhamundá cai no funk, após demitir 100 e mandar 'se virarem'

Após TJ/AM bloquear R$ 1 milhão da Prefeitura, Nenê Machado, demitiu funcionários

Prefeito de Nhamundá cai no funk, após demitir 100 e mandar 'se virarem' Nenê Machado, prefeito de Nhamundá (Reprodução/Facebook)

DEAMAZÔNIA NHAMUNDÁ, AM - Depois de demitir 100 servidores, na semana passada, e mandar eles "se virarem", o prefeito de Nhamundá (a 375 quilômetros de Manaus), Nenê Machado (PROS), foi flagrado em um vídeo em que ele aparece dançando até o chão, em uma festa temática realizada, supostamente, no Tropical Hotel, em Manaus.

 

Bem animado, o prefeito de Nhamundá, aparece na área vip da festa do Tropical, e mostra todo o seu talento ao dançar o funk "Olha a explosão", do MC Kevinho. O vídeo circula em Nhamundá.

 

O prefeito demitiu 100 servidores de uma só vez, depois que o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), bloqueou as contas da Prefeitura no valor superior a R$ 1 milhão (valor exato: R$ 1.099, 614,17), para pagar dívida com a Previdência. O pagamento, cobrado pelo INSS à Justiça, é para garantir parte da aposentadoria dos funcionários da Prefeitura Municipal.

 

A justificativa de que a Prefeitura não tem dinheiro em caixa para pagar os funcionários e exonerá-los cai por terra, depois que o prefeito anunciou o show nacional da cantora Solange Almeida, para o próximo dia 25 de maio, na Exposição Agropecuária de Nhamundá 2019 (Expoanh).

 

Uma Prefeitura no Baixo Amazonas tambem teve o bloqueio de R$ 1,2 milhão, decorrência de inadimplência da gestão passada com o INSS, e nem por isso demitiu funcionários.  

 

Em Nhamundá, há informações ainda que Nenê Machado prepara novas demissões.

VEJA O VÍDEO

Sobe Catracas

FRAN CANTO, empresário parintinense

Capacete de oxigenação, fabricado pela gráfica dele, para pacientes com dificuldade respiratória, foi aprovado por médicos, por eficácia e economia

Desce Catracas

ROMEIRO MENDONÇA, prefeito de Presidente Figueiredo

Teve mandato cassado pelo TSE para se afastar do cargo, com o vice Mário Abrahão, imediatamente