DeAmazônia

MENU
Atualizado em 15/04/2019

Prefeito de Manaus lança edital com 10,7 mil vagas para bolsa de Pós-Graduação

Inscrições iniciam segunda (22); programa será nos moldes do Bolsas Universidade e Idiomas

Prefeito de Manaus lança edital com 10,7 mil vagas para bolsa de Pós-Graduação Prefeito Arthur Neto anuncia 10,7 vagas para bolsa pós graduação (Foto: Mário Oliveira / Semcom)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O edital para o processo seletivo do programa Bolsa Pós-Graduação 2019 foi lançado nesta segunda-feira, 15/4, pelo prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB)em uma cerimônia que reuniu representantes das dez Instituições de Ensino Superior (IESs) parceiras do programa.

 

Este ano o número de vagas oferecidas será de 10,7 mil, entre  bolsas integrais (100%) e parciais de 50% ou 75%. De acordo com o edital, as inscrições on-line começam a partir das 9h da próxima segunda-feira, 22, pelo endereço eletrônico: http://portalespi.manaus.am.gov.br, e se encerram às 23h59 do dia 5/5.

 

Durante o anúncio, o prefeito destacou a importância das parcerias com as IESs participantes e lembrou que em sua gestão houve uma reorganização do Bolsa Universidade, a criação dos programas Bolsa Pós-Graduação e Bolsa Idiomas.

 

“Só desta vez estamos oferecendo mais de dez mil vagas para quem quer fazer uma pós-graduação e que atenda aos requisitos em lei que o programa exige. Estamos nos preparando para, em breve, estarmos lançando o Bolsa Creche, aproveitando creches já existentes, boas, e que atendam nossas exigências e análises para que possamos atender mais crianças. Nós fizemos mais creches que todos os prefeitos juntos, temos mais para inaugurar, mas ainda é pouco frente ao que é necessário”, disse o prefeito, acompanhado da primeira-dama e presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro.

 

Ainda segundo Arthur, o novo programa funcionará nos moldes dos já existentes Bolsas Universidade e Idiomas

 

A administração dos programas é da Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), por meio  da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi/Semad), e conforme o secretário  Lucas Bandiera,  o Bolsa Pós-Graduação ampliou as possibilidades de aprovação no processo seletivo, não só pela quantidade de vagas, mas principalmente por ter alterado o valor da renda mínima do participante que antes era de 2,5 salários mínimos, para os atuais 3,5 salários mínimos.

 

“Atendendo a necessidade do projeto, alteramos a renda mínima para que a abrangência do Bolsa Pós-Graduação seja mais efetiva e tenha uma adesão maior”, explicou Bandiera.

 

A diretora da Espi, Sthela Cyrino, explicou que para participar, o candidato deve residir em Manaus, possuir diploma de curso superior ou concluir graduação até junho de 2019 (finalista) e ter renda familiar não excedente a 3,5 salários mínimos (por pessoa da família). “O candidato também não pode estar cursando ou ter concluído curso de especialização em nível de pós-graduação lato sensu ou stricto sensu”, esclareceu.

 

Nesta edição, o programa oferta 144 cursos em diversas áreas em dez Instituições de Ensino Superior parceiras: Boas Novas, Escola Superior Batista do Amazonas (Esbam), Estácio, Faculdade Salesiana Dom Bosco (FSDB), Fametro, Fucapi, Instituto Superior de Ensino Leanorte (Isel), Martha Falcão Wyden, Nilton Lins e Santa Teresa

Sobe Catracas

ALGACIR ANTÔNIO POLSIN, general do Exército

Assumiu o posto de chefe do Estado Maior do Comando Militar da Amazônia (CMA)

Desce Catracas

PATRÍCIA HAGE, ex-prefeita de Prainha (PA)

Justiça Federal condenou ela por improbidade administrativa, acusada de suposto envolvimento em esquema de desvio de verbas da Saúde