DeAmazônia

MENU
Atualizado em 13/04/2019

Ponte Rio Negro é iluminada de verde em alusão aos 371 anos do Exército Brasileiro

Luzes fazem parte da programação comemorativa em importantes monumentos históricos de Manaus

Ponte Rio Negro é iluminada de verde em alusão aos 371 anos do Exército Brasileiro Comemoração na capital amazonense é coordenada pelo Comando Militar da Amazônia (CMA) - Fotos: Tiago Corrêa (SRMM)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Um dos principais pontos turísticos de Manaus, a Ponte sobre o Rio Negro, que liga a capital aos municípios de Manacapuru, Iranduba e Novo Airão, recebeu a iluminação no tom de verde, nessa sexta-feira (12/4), em alusão aos 371 anos do Exército Brasileiro celebrado no dia 19 de abril. As luzes fazem parte da programação comemorativa em importantes monumentos históricos da capital amazonense, reconhecidos no Brasil e no mundo.

 

A comemoração na capital amazonense é coordenada pelo Comando  Militar da Amazônia (CMA) que vai realizar, entre os dias 12 e 19 de abril, palestras em escolas e universidades públicas e privadas, exposições de materiais militares, competições desportivas internas e apresentação da Banda de Música do CMA.

 

A Ponte Jornalista Phelipe Daou, popularmente conhecida como Ponte sobre o Rio Negro, está sob a administração da Secretaria de Estado da Região Metropolitana de Manaus (SRMM) que executa ações e projetos referentes às áreas cênica e estrutural.

 

"Neste ano, o Comando Militar da Amazônia conta com a parceria da Secretaria de Infraestrutura e da Região Metropolitana de Manaus para fazer lembrança a essa celebração histórica, que é o aniversário do Exército brasileiro. Estamos honrados em poder fazer parte das homenagens através de um dos ícones de nosso Estado, que é a Ponte sobre o Rio Negro", destacou o coordenador executivo da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), Marcellus Campêlo.

Sobe Catracas

ALGACIR ANTÔNIO POLSIN, general do Exército

Assumiu o posto de chefe do Estado Maior do Comando Militar da Amazônia (CMA)

Desce Catracas

PATRÍCIA HAGE, ex-prefeita de Prainha (PA)

Justiça Federal condenou ela por improbidade administrativa, acusada de suposto envolvimento em esquema de desvio de verbas da Saúde