DeAmazônia

MENU
Atualizado em 11/04/2019

Governo chamará todos os aprovados nos concursos da PF e PRF

O anúncio deve ocorrer nesta quinta (11) em comemoração aos 100 dias de Governo Bolsonaro

Governo chamará todos os aprovados nos concursos da PF e PRF governo poderá convocar, no total, até 4.581 candidatos. Foto: reprodução

Nesta quinta-feira, 11 de abril, o governo deverá comunicar a chamada de todos os aprovados nos concursos da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O anúncio fará parte das comemorações pelos 100 dias do governo do presidente Jair Bolsonaro. As informação foi  confirmada pelo presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luis Boudens, ao site Folha Dirigida.

 

O governo poderá convocar, no total, até 4.581 candidatos, sendo 2.501 na PRF e 2.080 na PF. Os números citados consideram o máximo de provas discursivas corrigidas nos dois concursos, conforme informado nos editais. Ou seja, o quantitativo de aprovados contratados será inferior a isso, uma vez que houve reprovações nas fases seguintes.

 

Na Polícia Federal, podem ser contratados candidatos aprovados nos cargos de agente (720), delegado (600), perito (320), escrivão (320) e papiloscopistas (120). No caso da PRF, o quantitativo varia de acordo com a região, conforme expresso no subitem 10.6.1 do edital.

 

A PF definiu junto ao Governo Federal a chamada de duas turmas de aprovados na Academia Nacional de Polícia, sendo a segunda turma composta praticamente por excedentes, conforme informou o presidente da FENAPEF. O objetivo da corporação é formar uma turma de curso de formação em junho deste ano e a outra no primeiro semestre de 2020. A expectativa era convocar mil aprovados, porém esse número poderá ser menor, tendo em vista o quantitativo de classificados até a fase do curso. // NOTÍCIAS CONCURSOS

Sobe Catracas

CAROL ALVES, fisiculturista

Atleta amazonense conquistou 4º lugar no Campeonato Internacional de Fisiculturismo Toronto Pro Show, no Canadá

Desce Catracas

NIVALDO AQUINO, presidente da Câmara de Óbidos (PA)

Ele e outro vereador foram denunciados no MPPA por serem os mandantes de perfuração de poços clandestinos, sem licença ambiental