DeAmazônia

MENU
Atualizado em 22/03/2019

PR perde cargos nos portos

Alfredo e Ramos denunciaram desmonte dos portos no Amazonas

PR perde cargos nos portos Deputado Marcelo Ramos e ex-ministro de Infraestrutura Alfredo Nascimento denunciaram desmonte de portos do Amazonas (Foto: Divulgação)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O Partido da República perdeu o comando dos portos e hidrovias. O PR mandava neste setor por mais de 12 anos, desde os governos Lula e Dilma, quando o presidente  do partido, ex-deputado federal, Alfredo Nascimento, assumiu o ministério dos Transportes.



Mas, agora, Bolsonaro tirou  'o bombom da boca das crianças'. Quem vai dar as cartas será o próprio governo. Bolsonaro se recusa a negociar com partidos no famoso toma-lá-dá-cá.



Nesta quinta-feira (21/3), antes de seguir para o Chile, o presidente voltou a dizer que não vai negociar com partidos.



A reação do PR foi imediata. O deputado federal Marcelo Ramos foi para a tribuna da Câmara denunciar o desmonte do portos com demissão de funcionários. De igual modo, Alfredo Nascimento.



Alfredo chamou de irresponsável o ato com a demissão em massa nos 44 portos do interior do Amazonas e ainda suspensão dos pagamentos de contratos de manutenção. "Se o governo não reverter a medida, todos esses portos vão fechar", afirmou.



No governo Bolsonaro quem manda agora nos portos e hidrovias são os militares. São eles que comandam desde o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes) a superintendência Zona franca de Manaus

Sobe Catracas

PASTORA LEAL, presidente do TRT/8ª Região

Desembargadora foi homenageada na sede do TST, em Brasília, com medalha da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho

Desce Catracas

JARDEL VASCONCELOS, prefeito de Monte Alegre (PA)

Conselho de Ética e Transparência Administrativa Municipal (Copetramma) protocolou pedido de cassação dele na Câmara por suposta fraude em licitação