DeAmazônia

MENU
Atualizado em 14/03/2019

Defensoria Pública reforça ações da campanha 'Justiça pela Paz em Casa' em Parintins

Objetivo é gerar celeridade a processos envolvendo violência doméstica, bem como intensificar o combate à violência contra a mulher

Defensoria Pública reforça ações da campanha 'Justiça pela Paz em Casa' em Parintins Polo Zeca Pontes, da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), em Parintins. Foto: Reprodução

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) participa nesta semana, das ações da 13ª edição da campanha “Justiça pela Paz em Casa”, em Parintins. O intuito é gerar celeridade a processos envolvendo violência doméstica, bem como intensificar o combate à violência contra a mulher e ampliar a efetividade da Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340/2006).

 

A iniciativa é promovida no Estado pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) e ocorre em parceria com a DPE-AM, seguindo a campanha de mobilização do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). As audiências de instrução e julgamento começaram na segunda-feira, 11, e seguem até a próxima sexta-feira, 15. São mais de 760 audiências agendadas pelo TJAM, no Estado.

 

O trabalho é realizado pela juíza substituta de carreira da 1ª Vara da Comarca de Parintins, Juliana Mousinho, com o auxílio da promotora de Justiça, Marina Maciel, e dos defensores públicos Rodolfo Lobo, Roberta Eifler e Inácio Navarro, coordenador do Polo da DPE na Ilha Tupinambarana. Os defensores públicos auxiliam as audiências dando suporte jurídico a vítima e ao réu, visando que os direitos dos mesmos sejam garantidos, além de colaborar para a maior celeridade no julgamento dos processos que envolvem violência doméstica.

 

Conforme a defensora Roberta Eifler, o objetivo é que sempre haja uma defensora pública acompanhando mulheres vítimas de violência nas audiências realizadas no Fórum Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no município.

 

“A partir da chegada de novos defensores a Parintins, é compromisso da Defensoria que sempre tenha uma defensora mulher acompanhando a vítima nas audiências para que ela se sinta acolhida e não seja revitimizada. Já há o MPE, mas a Defensoria imprimi o papel de proteger a parte para que não se sinta intimidada em algum momento ou pergunta. Também fazemos a escuta qualificada na qual verificamos o estado de vulnerabilidade da vítima e prestamos orientações que ela não teria sem um defensor”, explicou.

 

De acordo com o defensor público Inácio Navarro, coordenador do Polo de Parintins, a Defensoria está sempre atenta para atuar em casos de violência contra mulher. E quando há parceria com o judiciário, a exemplo da campanha “Justiça pela Paz em Casa”, processos que costumam demorar envolvendo questões familiares ganham celeridade.

 

“Por entender o seu papel na luta contra a violência que atinge tantas mulheres, a Defensoria sempre contribui para a campanha, a fim de imprimir agilidade no andamento desses casos assegurando o direito das vítimas e também do acusado. Além disso, a Defensoria Pública desenvolve constantemente um importante trabalho preventivo e de combate a violência contra a mulher por meio do Núcleo de Defesa da Mulher (Nudem), em Manaus, buscando sensibilizar sobre o tema”, ressaltou.

 

O defensor Rodolfo Lobo classificou a iniciativa como inovadora. “A ideia que a vítima de violência seja acompanhada por uma defensora mulher, e não apenas o réu, é um ato inovador que garante que a parte mais fragilizada no processo se sinta acolhida e tenha uma mão para ajudá-la com toda assistência jurídica. A ideia partiu dos tanto dos três defensores que assumiram o Polo Zeca Pontes, quanto da administração da DPE, em Manaus. Com isso, não só alcançamos o objetivo de dar celeridade à tramitação processual, mas também garantimos devido rito processual com a defesa do réu e da suposta vítima”, disse.

 

Novos defensores - Os três novos defensores públicos empossados nos cargos pela DPE-AM, em fevereiro deste ano, foram apresentados na segunda-feira, 11, à população de Parintins. Rodolfo Lobo, Roberta Barbosa e Gabriela Andrade irão atuar no Polo Zeca Pontes, para atender a população da Ilha Tupinambarana, além de Nhamundá, Barreirinha e Boa Vista do Ramos. O trio reforçará o trabalho realizado pela defensora pública Luíse Torres de Araújo Lima e pelo defensor Inácio Navarro, coordenador do Polo de Parintins.

Sobe Catracas

WILLIAN SARÔA, jogador de futebol

Amazonense meia do Fast, foi convocado para jogar no time Trang FC da Tailândia 

Desce Catracas

IVON RATES, prefeito de Envira/AM

Prefeito recebeu R$ 14 milhões do Estado para asfaltar ruas, não realizou obras e Justiça determinou pavimentação imediata