DeAmazônia

MENU
Atualizado em 13/03/2019

Casa da Criança é a maior vencedora do sorteio da Nota Fiscal Amazonense

A instituição receberá um valor que corresponde a 40% destes dois prêmios.

Casa da Criança é a maior vencedora do sorteio da Nota Fiscal Amazonense a Casa da Criança foi a grande premiada no 43º Sorteio da Campanha Nota Fiscal Amazonense - Foto: Divulgação/Mauro Smith/ALE-AM

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Uma das instituições sociais mais antigas do Estado, a Casa da Criança foi a grande premiada no 43º Sorteio da Campanha Nota Fiscal Amazonense, realizado nesta quarta-feira (13/03), na TV Cultura. Iniciativa do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Fazenda do Amazonas (Sefaz-AM), a campanha concede prêmios a cidadãos e entidades sociais, incentivando os contribuintes a pedir a nota fiscal de consumidor no ato de suas compras.
 
RESULTADO-DO-SORTEIO-MENSAL-NFA
 
Apadrinhada por dois dos 10 vencedores individuais do sorteio, a instituição receberá um valor que corresponde a 40% destes dois prêmios. Como os padrinhos da Casa da Criança ganharam R$ 20 mil e R$ 5 mil, a entidade então receberá os prêmios de R$ 8 mil e R$ 2 mil, somando R$ 10 mil apenas neste sorteio realizado pela Sefaz-AM.
 
 
Convidada para fazer parte do evento de sorteio antes mesmo de serem definidos os vencedores, a diretora da instituição, irmã Maria da Cruz, comemorou a feliz coincidência. “A gente tem sorte, graças a Deus, porque raramente a Casa da Criança fica de fora da premiação. É um dinheiro muito bem-vindo, porque vivemos de doações”, declarou a religiosa. A instituição, que atende mais de 300 crianças, tem mais de 30 mil padrinhos na campanha.
 
 
Foram premiadas ainda as instituições Casa Vhida, com três prêmios de R$ 2 mil; Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC), com um prêmio de R$ 4 mil; Sociedade São Vicente de Paulo, com um prêmio de R$ 4 mil; Abrigo Moacyr Alves, com um prêmio de R$ 2 mil; Abrigo Infantil Monte Salém, com um prêmio de R$ 2 mil e Associação Beneficente O Pequeno Nazareno, com um prêmio de R$ 2 mil.
 
 
Já os cidadãos sorteados são: Lília Andrade de Aquino, vencedora de R$ 20 mil; Victoria Raissa Pereira Maciel e Kevin Vidal Coelho, cada um premiado com R$ 10 mil; Francinézio Lima do Amaral, Alessandra Auria Ferreira Pena, Suzymeury Fernandes Freire, Pedro Freitas dos Santos, Maria de Nazaré da Silva Batista, Herculano de Souza Neves Neto e Ivanete Lima Cavalcante, estes últimos sorteados com prêmios de R$ 5 mil.
 
 
De acordo com o coordenador da campanha e do setor de Educação Fiscal da Sefaz-AM, o auditor fiscal Augusto Bernardo Cecílio, na próxima quarta-feira (20/03), o órgão deve realizar a entrega dos cheques simbólicos com o valor dos prêmios.
 
 
O deputado estadual João Luiz participou do evento na condição de presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM).
 
 
Como funciona - Criada em 2015, a Campanha Nota Fiscal Amazonense tem como objetivos incentivar a cidadania fiscal, combater a sonegação e estimular a arrecadação de tributos estaduais. Assim, o projeto sorteia prêmios diários, mensais e um grande prêmio anual. Concorrem os cidadãos cadastrados na campanha que pediram CPF na nota ao efetivar compras.
 
 
Os prêmios diários são de R$ 200 a R$ 1 mil, nos quais cada nota fiscal é equivalente a um bilhete, independente do valor da nota. Os prêmios mensais vão de R$ 5 mil a R$ 20 mil e os bilhetes são gerados a cada R$ 50 em compras com CPF na nota. Já o sorteio anual tem prêmios de R$ 10 mil a R$ 50 mil, também com bilhetes gerados a cada R$ 50 em compras com o CPF na nota.
 
 
Como se cadastrar - Para se cadastrar, basta acessar o site da campanha (www.nfamazonense.sefaz.am.gov.br), preencher os dados, como CPF e conta bancária, e adotar uma entidade social dentre as 106 vinculadas à campanha.

Sobe Catracas

MARIA INEZ PEREIRA, professora da rede estadual do AM

Artigo dela sobre Fake News, em parceria com outra professora, foi publicado em revista da Universidade do Rio de Janeiro (UERJ)

Desce Catracas

NATHAN MACENA, prefeito do Careiro Castanho

MPF notificou a Prefeitura por falta de aparelhos de comunicação em escolas e UBSs do município